Cinema Batalha, no Porto, reabre em 2019

Há um projeto para reabilitar o Cinema Batalha, no Porto, que promete reabrir o equipamento em 2019.

Cinema Batalha, no Porto, reabre em 2019
Abertura prevista para o verão

Foi sobre o palco do cinema que Rui Moreira apresentou datas e custos para a reabilitação do Cinema Batalha. No total, a requalificação do espaço custará à volta de dois milhões e meio de euros e terá um custo anual fixado nos 800 mil euros. A reabertura será realizada no verão de 2019.

Cinema Batalha reabre em 2019

As obras custarão cerca de dois milhões de euros enquanto o equipamento e mobiliário custará cerca de meio milhão de euros. Após a reabilitação, o funcionamento, manutenção e recursos humanos custarão à volta de 550 mil euros por ano enquanto a programação ficará pelos 250 mil euros anuais. É esta a estimativa apontada pelo presidente da Câmara Municipal do Porto (CMP), apresentados no passado dia 6 de julho.

cinhema batalha 2Fonte: CineBatalha

Rui Moreira aproveitou também para esclarecer alguns dos próximos passos da estratégia cultural do município, nomeadamente os relacionados com a nova empresa Porto Cultura que irá gerir aquele espaço. O presidente da CMP referiu que a nova empresa irá envolver 136 pessoas, das quais 80 pertencem já à Câmara, pelo que não haverá lugar a multiplicação de encargos ou outros custos.

cinhema batalha 3Fonte: CineBatalha

Guilherme Blanc, adjunto para a Cultura, referiu ainda que a vontade do município é fazer do Cinema Batalha “não apenas mais um cinema, mas um equipamento cultural, espaço de convívio e de diversão através do cinema”. Ou seja, assumirá “um papel potenciador e complementar à dinâmica cultural da cidade, contemplando várias estéticas”. “Promover o estudo, a investigação e a reflexão em torno do cinema” serão prioridades do renovado Cinema Batalha, concluiu.

A renovação será feita pelo arquiteto Alexandre Alves Costa e do Atelier 15 Arquitectura. Segundo uma exposição feita pelo arquiteto, o novo Cinema Batalha vai perder a Sala Bebé – que dará lugar a uma sala polivalente com bar e outras valências sociais. “O espírito da carismática Sala Bebé será transferido para uma “sala tipo ‘caixa’ que vamos construir na parte posterior do segundo balcão – que é demasiado grande – e onde nascerá uma sala-estúdio com capacidade para cerca de 150 pessoas”. A plateia deverá manter os 346 lugares e a tribuna os 222. Para além disso, será ainda criada uma segunda sala de projeção.

Veja também: