Clientes europeus saem de mãos a abanar do escândalo Volkswagen

A marca alemã recusa-se a compensar financeiramente os clientes Europeus pelos danos resultantes dos emissores poluentes que contaminaram os seus veículos.

Clientes europeus saem de mãos a abanar do escândalo Volkswagen
Europa surpreendida com o comportamento da Volkswagen.

A construtora automóvel não quer pagar os reparos dos transtornos causados aos clientes europeus. A empresa alega que esta possível despesa teria consequências gravíssimas para as suas finanças. Um paradigma que poderia conduzir a marca muito provavelmente para o caminho da falência.

O presidente da Volkswagen foi o porta-voz desta decisão. Mathias Muller afirmou categoricamente ao Jornal Welt am Sonntag que ”Não é preciso ser um matemático para perceber que pagar indemnizações de valor arbitrário colocaria a Volkswagen em insolvência”. Declarações que mostram perfeitamente a irredutibilidade do patrão e que fazem antever novos protestos do lado dos prejudicados do velho continente.

Nada fazia prever esta atitude de Muller. O acordo alcançado na semana passada antecipava uma abertura negocial muito mais abrangente. Esta posição desiludiu profundamente todos europeus afetados que esperavam serem compensados, mas tudo não passou de pura ilusão. Uma nova realidade lhes bateu a porta e os efeitos foram tudo menos prazerosos. Mas não devem ficar de braços cruzados. Agora é levantar a cabeça e tentar lutar pelos seus direitos.

Mas nem tudo são más notícias. Um grande escritório de advogados ficou indignado com estas declarações do chefe da Companhia Alemã e promete lutar com todas as forças contra esta tremenda injustiça. O advogado que falou ao MarketWatch diz que “os europeus não são menos merecedores de justiça que os norte-americanos” e que “não se pode enganar os consumidores europeus e fugir às responsabilidades”.

Um embate entre europeus e a Volkswagen que certamente fazer rolar muita tinta daqui para a frente.
Aproveite a promoção de Seguro Auto Online - Proteja o seu carro de más surpresas >>
Veja também: