Como estão esses conhecimentos financeiros?

Foi isto que o Banco de Portugal fez, um verdadeiro inquérito à Literacia financeira, que revelou que as pessoas mais idosas e as que têm menor escolaridade são as que têm menos conhecimentos financeiros. Surpreendentemente, os mais jovens e desempregados também revelaram bastantes dificuldades, sendo importante desenvolver acções de formação para estes grupos.

Como estão esses conhecimentos financeiros?

Foram várias as conclusões do relatório sobre literacia financeira hoje apresentado em detalhe pelo Banco de Portugal. Foram envolvidas neste estudo 2.000 pessoas, inquérito este realizado no inicio de 2010.

Uma das conclusões é que os mais idosos e as pessoas com menor escolaridade revelam conhecimentos financeiros muito baixos. Também os mais jovens e os desempregados revelam que têm pouca informação a este respeito, o que é preocupante, e exige mais acções de formação, de acordo com o Governador do Banco de Portugal, Carlos Costa.

Outra conclusão é que na escolha de produtos financeiros, a maioria dos inquiridos confia nos conselhos dos funcionários dos bancos e em segundo lugar vem o conselho dado pela família ou amigos. Só uma minoria de 8% faz uma pesquisa de mercado e comparações para escolher o produto financeiro mais adequado para as suas poupanças.

Mais um dado interessante é que apesar de muitos portugueses terem um crédito habitação, 61% não sabe o que é o spread e só 9% sabe o que é a taxa Euribor.

Quanto a meios de pagamento, o dinheiro é ainda a forma de pagamento de eleição, seguido do Multibanco.

Finalmente, um dado preocupante, principalmente numa altura em que está em causa a solidez financeira e o crescimento económico, é que poucos são os inquiridos que revelam ter hábitos de poupança.