Costa quer participação dos portugueses no Orçamento do Estado para 2017

É daqueles que está sempre a querer dizer ao Governo o que deve e não deve fazer? António Costa quer ouvi-lo para o próximo Orçamento do Estado.

Costa quer participação dos portugueses no Orçamento do Estado para 2017
Governo lançou um Orçamento Participativo a nível nacional

A ideia já não é nova, uma vez que António Costa já tinha implementado algo semelhante aquando dos seus mandatos à frente da Câmara Municipal de Lisboa, mas é tempo agora do primeiro ministro alargar estes projetos ao país. Segundo notícia avançada, o Governo acaba de lançar um Orçamento Participativo a nível nacional. Em que consiste este projeto? É simples. A ideia aqui é dar voz aos portugueses e permitir que eles “deem o seu contributo para o Orçamento do Estado para 2017”. 
 

Como contribuir para o Orçamento Participativo?

Este Orçamento Participativo convida as pessoas a darem as suas ideias para o país, reduzindo a distância entre as regiões nacionais, os Açores e a Madeira. Por outro lado, é também necessário “envolver mais os portugueses em algumas decisões”.

Se tem ideias de sobra para dar ao país e gostava de se sentir parte do próximo Orçamento do Estado, saiba que o Executivo de António Costa anda maioritariamente à procura de propostas para estas quatro áreas: agricultura, ciência, cultura e educação e formação para adultos. 

Todos os que quiserem participar têm até setembro para entregar as suas propostas. As que forem selecionadas, serão incluídas no próximo Orçamento do Estado para 2017, sendo que o Governo ainda não referiu qual o montante disponível para esta ação.

Veja também: