Crédito a particulares aumentou

Só em novembro, foram concedidos 535 milhões de euros para o crédito à habitação.

Crédito a particulares aumentou
Abriu a torneira…

A banca continua a aumentar a concessão de empréstimos e os particulares é que têm beneficiado com isso. Segundo dados revelados pelo Banco de Portugal, a concessão de novo crédito para o segmento particular tem mantido crescimento robusto em 2016. Já nas empresas, a concessão de crédito fixou-se em mínimos de agosto de 2015.

A modalidade que mais se destaca na concessão de empréstimos a particulares é o crédito à habitação. Este segmento atingiu o valor mais elevado dos últimos cinco meses, com 535 milhões de euros a serem orientados apenas para a compra de casa só em novembro. Já nos primeiros 11 meses de 2016 foram financiados 5.164 milhões de euros para este fim.

Recorde-se que as principais instituições financeiras têm cortado os "spreads" aplicados nos novos contratos à habitação, além de estarem a oferecer condições vantajosas para os clientes que mudarem o empréstimo.

No mesmo sentido continua também o crédito ao consumo que, em novembro, registou um valor de 343 milhões para esta finalidade. Já no crédito para outros fins, as instituições financeiras emprestaram 1.147 milhões de euros.

As empresas parecem ser as principais prejudicadas com este aumento do crédito a particulares. Em novembro, foram financiados apenas 2.132 milhões de euros às empresas, valor que corresponde ao montante mais baixo desde Agosto de 2015.


Veja também:

Continuar a Ler