Crédito ao consumo acelera 19%

O crédito ao consumo está em crescimento desde 2013, mas de forma mais acentuada desde janeiro deste ano.

Crédito ao consumo acelera 19%
Tudo por causa das campanhas agressivas.

O crédito ao consumo aumentou cerca de 19% de janeiro a setembro, face a igual período do ano passado. E apesar de estar a aumentar desde 2013, a tendência tem-se revelado mais acentuada desde o início do presente ano, com a compra de automóveis a revelar-se grandemente responsável pelos números registados.

De janeiro a setembro foram concedidos 4301 milhões de euros no crédito ao consumo. Números que não pararam de crescer em outubro, com o Banco de Portugal (BdP) a divulgar uma variação mensal homóloga de 3,5%. Para se encontrar semelhante cenário, Portugal precisaria de recuar a 2010, antes do agudizar da crise económica e financeira em Portugal.

A maior confiança dos portugueses face à evolução da economia é uma das razões para a aceleração do crédito ao consumo. Mas o crescimento também se explica pela maior disponibilidade das instituições financeiras em conceder este tipo de empréstimos, o que é visível nos montantes concedidos, e ainda no crescimento significativo nas campanhas publicitárias agressivas, muitas delas a esconder ou a desvalorizar a informação mais relevante. No relatório de supervisão comportamental, relativo aos primeiros seis meses de 2016, o BdP reconheceu o aumento ligeiro da “difusão de campanhas por um período de tempo que não permite uma leitura ou audição adequada”.


Veja também:

Continuar a Ler