Crédito pessoal dispara 374% no primeiro semestre

O primeiro semestre de 2016 registou um aumento de 374% nos créditos pessoais para educação, saúde e energias renováveis.

Crédito pessoal dispara 374% no primeiro semestre
Dados são do Banco de Portugal

Segundo dados disponibilizados pelo Banco de Portugal, os pedidos de crédito pessoal para educação, saúde ou energias renováveis tiveram um aumento de 374% no primeiro semestre de 2016. Ao todo, foram feitos 631 contratos, um claro aumento face ao período homólogo.

Já no que diz respeito a outros créditos pessoais, foi registado um crescimento de 9,3% em relação ao período homólogo e uma queda de 7,2% de maio para junho.


Crédito automóvel contraria esta tendência

Segundo os dados do supervisor o crédito automóvel para carros novos teve uma queda acentuada de 21,1%, valor que contrabalança e bastante díspar face ao aumento de 34% nos créditos com reserva de propriedade, novos e usados. 

O registo de novos cartões de crédito também teve um aumento de 1,7%. Feitas as contas, o total de crédito aumentou 4,6% relativamente a 2015 mas acabou por diminuir cerca de 2,7% face a maio deste ano. Já o montante total de crédito acabou por registar uma subida de 17,2% - num total de 485 milhões de euros – mas uma queda de mais de 2% face ao período homólogo.

Veja também: