Deco pressionou Ryanair a criar apoio ao cliente

A operar há 10 anos em Portugal, a Ryanair continua sem um serviço de apoio ao cliente no nosso país. A Deco quer mudar isso.

Deco pressionou Ryanair a criar apoio ao cliente
Em defesa do consumidor.

A Associação Portuguesa para a defesa dos consumidores, DECO, chamou à atenção para o aumento das reclamações em relação à companhia aérea Ryanair. Para além de cláusulas abusivas e ausência de apoio e de informação, há ainda falta de transparência, denunciou a associação.

“A Ryanair continua sem serviço de apoio ao cliente no nosso país, mantendo a exigência de apresentação de reclamação em língua inglesa. Aliás, as suas respostas aos conflitos denunciados pela Deco são sempre redigidas em inglês. A situação é mais gravosa se se considerar que a Ryanair já executa voos domésticos”, realçou a Associação para Defesa do Consumidor. 

Para além destas queixas, a Deco referiu também que “"o aumento do número de reclamações sem resposta da companhia aérea levou a DECO a analisar o sítio na internet da Ryanair. A análise das Condições Gerais de Transporte de Passageiros e Bagagem provou a existência de conjunto significativo de cláusulas abusivas. Destacamos, além da ausência de apoio ao cliente a falta de informação e transparência”. 

A associação já fez queixa da transportadora “à autoridade competente” e prometeu manter-se atenta à situação, “exigindo que se adotem todas as medidas que protejam eficazmente os consumidores”.

Em resposta a este pedido, a Ryanair fez já questão reagir afirmando que "essas afirmações são completamente falsas. A Ryanair oferece o melhor serviço de atendimento ao cliente na Europa e em Portugal, com o melhor índice de pontualidade, o menor número de malas perdidas e menos cancelamentos, sendo que 99% das reclamações e questões enviadas pelos nossos passageiros são respondidas dentro de 7 dias úteis.
Continuamos a melhorar a experiência dos nossos clientes através do nosso programa Sempre a Melhorar, e é por isso que este ano vamos transportar 9 milhões de clientes em Portugal."


Veja também: