Simulador de Crédito - Milhares de Portugueses já experimentaram!

Em menos de 1 minuto, gratuito e sem compromisso.

Ao clicar concordo receber comunicações de marketing directo enviadas por e-konomista.pt e pelos nossos Parceiros

SIMULAR

Economia portuguesa não deve crescer mais em 2013

Ao entrar no último trimestre do ano, Bruxelas faz previsão sobre economia portuguesa e revela que apesar dos dados serem positivos, não deve voltar a crescer.

Economia portuguesa não deve crescer mais em 2013
Bruxelas prevê que economia não cresça em 2013

Ao longo de 2013, a economia portuguesa tem vindo a dar alguns sinais de retoma. Apesar das percentagens serem mínimas, a verdade é que no penúltimo trimestre do ano, a economia portuguesa cresceu.

 

A entrada no último trimestre de 2013, permite uma nova abordagem aos dados. A Comissão Europeia prevê que a economia portuguesa não volte assim a crescer mais até ao final do ano. Apesar dos indicadores que têm sido divulgados serem positivos, existem inúmeros factores que poderão condicionar, este trimestre, a alteração dos indicadores. Assim sendo, a recessão irá situar-se pelos 1,8% do PIB.

 

As previsões que foram hoje divulgadas, asseguram que a acelaração no crescimento que foi verificada no segundo trimestre do ano, de 1,1%, foi uma acelaração provocada por factores que dificilmente se repetem e que serão pouco identificáveis. A previsão é por isso que a economia portuguesa entre em estagnação no último trimestre do ano.

 

No entanto, algumas vozes do governo aseguram que o crescimento da economia aconteceu no terceiro trimestre deste ano, mantendo por isso acessa a expectativa que estes indicadores se mantenham também para o último trimestre. Após estas declarações, já se fizeram ouvir vozes da oposição, declarando que o governo está a interpretar os dados de forma conveniente e que poucos indicadores existem que permitam referir que a economia portuguesa está em fase de retoma.