EDP quer apoiar startups na área da energia

A EDP lançou um concurso denominado Free Electrons Global Accelerator com o objetivo de apoiar startups na área da energia.

EDP quer apoiar startups na área da energia
Até 28 de fevereiro.

Chama-se Free Electrons Global Accelerator e pretende apoiar startups na área da energia. O novo programa da EDP quer apoiar vários os vários projetos de futuro que "impulsionarão a próxima geração de ideias em energia limpa, eficiência energética, mobilidade eléctrica, digitalização e serviços de apoio ao cliente a pedido".

O programa de apoio assume um caráter internacional, uma vez que a EDP se junta a sete outras empresas de vários países para apoiar novas ideias na área da energia.

O período de candidatura aos apoios estabelecidos no programa abriu no passado dia 9 de janeiro e termina a 28 de fevereiro. Em março serão selecionadas 12 empresas que participarão nesse programa de apoio durante seis meses.

“O Free Electrons procura recrutar startups ligadas à energia que impulsionarão a próxima geração de ideias em energia limpa, eficiência energética, mobilidade elétrica, digitalização e serviços de apoio ao cliente a pedido”, explicou a EDP em comunicado.

As empresas selecionadas para integrar o programa poderão participar em três módulos iniciais de uma semana para promover a inovação que decorrerão em São Francisco, Silicon Valley, Lisboa, Dublin e Singapura.

"Na EDP procuramos trabalhar com startups que possam fazer de nós uma empresa mais competitiva e acrescentar valor aos nossos clientes. Para isso temos de desenvolver instrumentos que façam estas empresas vir até nós e lhes deem condições para serem bem-sucedidas. Abertura do mundo das utilities às startups, acesso a uma base de clientes global e aceleração da execução de acordos com as utilities, é este o âmbito do programa Free Electrons. Não consigo imaginar uma melhor oportunidade para uma startup na área da energia", diz Luís Manuel, administrador da EDP Inovação.

Quem quiser integrar o concurso pode já faze-lo através do site Free Electrons.


Veja também: