A eletricidade vai ficar mais barata para os clientes mais desfavorecidos

Números dizem que 630 mil portugueses vão beneficiar desta nova tarifa já a partir de julho.

A eletricidade vai ficar mais barata para os clientes mais desfavorecidos
Diminuição representa um alivio na conta dos cidadãos com mais dificuldades.

A energia elétrica está mais barata para alguns clientes. Os cidadãos que vão pagar menos são aqueles mais vulneráveis financeiramente. Um desconto que é fornecido aos consumidores diretamente e sem serem necessárias deslocações em direção aos respetivos comercializadores. Uma ajuda muito útil para deixar a vida das pessoas bem mais simplificada. O desconto apontará para a ordem dos 30%.

Esta medida irá para a frente a partir de julho e terá um custo anual de cerca de 66 milhões de euros. Um dispêndio que será maioritariamente suportado pelas companhias elétricas. O maior pedaço deste bolo será destinado à EDP.

O número de clientes beneficiados com esta tarifa tem vindo a crescer a olhos vistos. Na eletricidade o número aumentou para os 630 mil titulares. Estatística bem diferente daquela dos 140 mil apresentada a quando a criação desta ideia.

Mas não só da eletricidade vivem estas alterações. Também no gás natural o número de visados está a aumentar significativamente. O valor chega aos 32 mil titulares. Números também muito superiores aos apresentados no inicio desta caminhada dirigida pelo Estado. Um aumento que custará cerca de 1,6 milhões de euros por ano.


Veja também: