Em 2015 vai pagar mais por descarregar música, filmes ou aplicações

A partir de 2015, os portugueses vão ter de pagar mais por descarregarem filmes, aplicações, músicas ou programas. O IVA a entregar ao Estado será sempre de 23%, sem excepções.

Em 2015 vai pagar mais por descarregar música, filmes ou aplicações
Esteja atento às novas regras que entram em Janeiro

Se está habituado a descarregar filmes, música, aplicações ou programas da internet, saiba que tudo isto vai ficar mais caro em 2015.
Independentemente da origem do sítio onde descarregue, a verdade é que o Estado vai sempre cobrar o IVA de 23%, sendo que a taxa aplicada em Portugal é uma das “mais elevadas da Europa”.

A partir de Janeiro, há novas regras que vão ditar o quanto os portugueses terão de entregar ao Estado cada vez que descarregarem filmes, música ou aplicações da internet.
Em notícia avançada pelo Jornal de Negócios, “quando um português comprar um produto ou serviço eletrónico num site de uma empresa luxemburguesa terá de pagar 23% de imposto, uma das taxas mais altas da Europa e que é a aplicada em Portugal”.

Afonso Arnaldo, consultor, explica que “mesmo uma empresa do Luxemburgo (onde o IVA é de 15%) terá de entregar ao Estado luxemburguês a mesma percentagem. Este fica depois responsável por fazer chegar o valor a Portugal”.

Mal ou bem e feitas todas as contas, a verdade é que quem sairá a ganhar será mesmo o Estado português, que irá estar a lucrar cada vez que se descarregarem aplicações, músicas, entre outros produtos electrónicos.


Veja também: