AUMENTe AS sUAS PROBABILIDADES DE ARRANJAR EMPREGO!

Empregabilidade dos estágios do IEFP é de 38%

Segundo dados divulgados recentemente, 38% dos estágios do IEFP resultaram em emprego nos 12 meses a seguir à sua conclusão.

Empregabilidade dos estágios do IEFP é de 38%
27% dos estagiários conseguiram contrato permanente

38%. É esta a taxa de empregabilidade dos estágios do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP).

Segundo os dados divulgados recentemente, 38% dos estagiários conseguiram emprego nos 12 meses a seguir à conclusão de um estágio financiado pelo IEFP.

Número que pode ser ainda mais baixo, se forem apenas considerados os casos de estagiários que se mantiveram na empresa onde estagiaram, sendo nesse caso a empregabilidade de apenas 16%.

Na análise agora divulgada foi ainda analisada a qualidade do emprego criado. Diz o Ministério do Trabalho que só 27% dos estagiários que conseguiram emprego sem apoios adicionais do Estado têm contrato permanente (sem termo). Nos casos em que o contrato foi feito com a entidade onde realizou o estágio, a percentagem sobe para 33%. Entre os estagiários que conseguiram emprego após o estágio, 46% tinham contratos sem termo.

Maior adesão têm os apoios à contratação, onde cerca de metade das pessoas contratadas ao abrigo dos programas do IEFP (45,8%) se mantêm na empresa findos os 12 meses de apoio da entidade. Neste campo, os dados revelam que, após o contrato apoiado pelo IEFP, 65% dos participantes conseguiram emprego sem apoios adicionais na mesma ou noutra empresa nos meses após o fim dos apoios ao emprego.

Os dados resultam de uma avaliação preliminar feita pelo Ministério do Trabalho às políticas ativas de emprego, que analisou a “empregabilidade real” dos estágios do IEFP e que será tema de debate em Concertação Social.

Estes dados servirão agora para desencadear uma reformulação dos apoios disponibilizados pelo IEFP a desempregados e a empresas.  

Veja também: