Várias oportunidades para o Município de Esposende

Há diversas oportunidades de emprego para o Município de Esposende, que pertence ao distrito de Braga.

Várias oportunidades para o Município de Esposende
Emprego em concurso público

Abriu um novo concurso público, divulgado na Bolsa de Emprego Público (BEP), para o Município de Esposende, com vagas abertas para: Técnico Superior, Assistente Técnico e Assistente Operacional.

Oportunidades de emprego – Município de Esposende

1 Técnico Superior –  Área funcional de gestão, economia ou engenharia


Licenciatura numa das seguintes área: Gestão, Economia ou Engenharia

Funções

  • Exercer funções no Serviço de Qualidade e Inovação da Unidade de Desenvolvimento Social e de Serviços de Apoio;
  • Apoiar o Executivo na definição e manutenção dos princípios estabelecidos na política de gestão;
  • Estimular a melhoria sustentada dos serviços, na perspetiva de aumento de satisfação do munícipe e do colaborador, promovendo, acompanhando e desenvolvendo todos os estudos e projetos necessários;
  • Manter e dinamizar o sistema de gestão implementado e certificado pela APCER; acompanhar as atividades e avaliar o seu impacto no ambiente;
  • Otimizar procedimentos e metodologias de suporte às atividades desenvolvidas na autarquia, que viabilizem a normalização e racionalização de processos, em articulação com os serviços intervenientes;
  • Promover ações periódicas para análise dos indicadores de gestão, diagnóstico das áreas que necessitam de melhoria e definição de ações a implementar;
  • Promover programas e iniciativas que visem a simplificação e modernização autárquica;
  • Operacionalizar os projetos “Simplex Autárquico”, “Licenciamento Zero” e “Diretiva de Serviços”. Providenciar o planeamento e realização de auditorias internas, inspeções, sindicâncias, inquéritos ou processos de meras averiguações que forem determinados pelo Executivo ou pelo Presidente;
  • Propor medidas tendentes à melhoria da eficiência dos serviços e à sua modernização;
  • Elaborar, monitorizar e avaliar o plano de gestão de riscos de corrupção e infrações conexas;
  • Elaborar, monitorizar e avaliar o regulamento de controlo interno;
  • Otimizar procedimentos e metodologias de suporte às atividades desenvolvidas na autarquia, com vista à mitigação ou minimização do risco associado.

Mais informações
Consulte mais informações, bem como requisitos de admissão, aqui.

 

1 Técnico Superior – Área funcional de História


Licenciatura na área de História

Funções

  • Exercer funções na Divisão de Ação Cultural (consultivas, de estudo, planeamento, programação, avaliação e aplicação de métodos e processos de natureza técnica e ou científica, que fundamentam e preparam a decisão;
  • Elaboração, autonomamente ou em grupo, de pareceres e projetos, com diversos graus de complexidade, e execução de outras atividades de apoio geral ou especializado nas áreas de atuação comuns, instrumentais e operativas dos órgãos e serviços (funções exercidas com responsabilidade e autonomia técnica, ainda que com enquadramento superior qualificado);
  • Representação do órgão ou serviço em assuntos da sua especialidade, tomando opções de índole técnica, enquadradas por diretivas ou orientações superiores;
  • Efetuar e promover estudos do património cultural e histórico do concelho;
    Investigação e estudo da história local;
  • Organização, conservação e estudo de fundos documentais;
  • Inventariação e documentação de coleções museológicas;
  • Elaboração e organização de colóquios, exposições e publicações sobre história local.

Mais informações
Consulte mais informações, bem como requisitos de admissão, aqui.

 

1 Técnico Superior – Área funcional de Arquitetura


Licenciatura em Arquitetura e inscrição efetiva na ordem dos arquitetos

Funções

  • Exercer funções na Divisão de Planeamento e Desenvolvimento;
    Conceber, gerir e executar estudos/projetos de obras públicas em áreas de intervenção diversificada (desde conjuntos urbanos, edificado com diversas funções, urbanismo e desenho urbano) de acordo com o plano de atividades e/ou diretrizes do executivo e em articulação com outros profissionais, designadamente nas áreas do paisagismo, da Engenharia e social;
  • Conceber, gerir e executar os estudos urbanísticos e de ordenamento que a autarquia entenda relevantes implementar;
  •  Integrar equipas pluridisciplinares colaborando na elaboração e gestão de PMOT;
  •  Articular as suas atividades com outros profissionais, nomeadamente nas áreas do planeamento do território, Arquitetura paisagista, reabilitação social e urbana e engenharia;
  • Elaborar informações e pareceres técnicos de apoio à gestão urbanística;
  • Executar a prestação de acompanhamento técnico de obra, dando orientação no decurso da respetiva execução;
  • Colaborar com todas as unidades orgânicas da Câmara Municipal no âmbito da área funcional da Divisão: aquisição de serviços, apoios de CAD, fornecimento de documentação diversa, reprografia;
  • Colaborar na definição dos programas preliminares e de metodologias de intervenções urbanísticas e arquitetónicas.

Mais informações
Consulte mais informações, bem como requisitos de admissão, aqui.

 

1 Assistente Técnico – Área funcional de topografia


Nível 4 de qualificação na área de topografia

Funções

  • Exercer funções na Divisão de Planeamento e Desenvolvimento (executar e fornecer levantamentos topográficos e cadastrais georreferenciados);
  • Executar e fornecer levantamentos arquitetónicos;
  • Verificar as condições de licenciamento das obras particulares, proceder à implantação no terreno de pontos de referência para estas construções;
  •  Executar implantações e piquetagens de obras de iniciativa municipal ou de apoio técnico municipal, proceder à implantação no terreno de pontos de referência para estas construções;
  •  Executar esboços, desenhos e elaborar relatórios das operações efetuadas;
  • Executar tarefas de CAD sempre que necessário e relacionadas com os trabalhos que desenvolve.

Mais informações
Consulte mais informações, bem como requisitos de admissão, aqui.

 

1 Assistente Técnico – Área funcional administrativa


Funções

  • Exercer funções na Divisão Administrativa e de Recursos Humanos;
  • Atender o público, receber os seus pedidos, prestar informações e dar o normal encaminhamento dos pedidos formulados para os serviços competentes, de forma a conseguir a normal prossecução dos mesmos, compreendendo funções de mediador de atendimento e de apoio ao cidadão ou agente económico municipais, no âmbito do Espaço do Cidadão e do Balcão do Empreendedor.

Mais informações
Consulte mais informações, bem como requisitos de admissão, aqui.

 

1 Assistente Técnico – Área funcional administrativa


Funções

  • Exercer funções na Unidade de Desenvolvimento Social e de Serviços de Apoio;
  • Proceder à receção e tratamento de toda a correspondência com proveniência do exterior, bem como ao seu encaminhamento;
  • Receber os munícipes e encaminhar para o atendimento técnico;
  • Assegurar todas as atividades inerentes ao funcionamento administrativo do serviço;
  • Controlar o movimento do material (consumíveis) de escritório;
  • Apoiar administrativamente e colaborar nas atividades desenvolvidas pelo serviço, entre outros;
  • Organizar o arquivo; assegurar todo o apoio administrativo necessário para o funcionamento do serviço e desempenhar todas as demais tarefas que lhe sejam determinadas dentro da sua área de intervenção.

Mais informações
Consulte mais informações, bem como requisitos de admissão, aqui.

 

1 Assistente Operacional (canalizador)


Funções

  •  Exercer funções na Divisão de Serviços Gerais (executar canalizações, quer no Património Edificado Municipal, quer no parque escolar);
  •  Executar redes de distribuição de água e respetivos ramais de ligação;
  • Executar redes de recolha de esgotos pluviais e domésticos, bem como respetivos ramais de ligação;
  •  Retirar e colocar louças sanitárias, quer no Património Edificado Municipal, quer no parque escolar;
  • Executar outros similares ou complementares no atrás descrito.

Mais informações
Consulte mais informações, bem como requisitos de admissão, aqui.

 

1 Assistente Operacional (calceteiro)


Funções

  •  Exercer funções na Divisão de Serviços Gerais (reparar pavimentos em cubo e paralelepípedo na cidade e concelho);
  •  Executar linhas de água, e sarjetas de betão e grelhas;
  •  Colocar sinais de trânsito e informação na cidade e concelho, bem como fazer a sua manutenção;
  •  Colocar mecos em granito e executar negativos onde for necessário;
  • Colocar tampas de ferro em caixas de águas pluviais, bem como betonar os respetivos aros;
  •  Reparar passeios em cubinho de granito e basalto, quer na cidade, quer no concelho;
  • Reparar e manter a rede viária municipal com aplicação de massa betuminosa a frio;
  •  Preparar a caixa, procedendo ao nivelamento e regularização do terreno, utilizando um T ou uma mangueira de água;
  •  Executar outras tarefas integradas nas competências da Divisão, sempre que superiormente determinado.

Mais informações
Consulte mais informações, bem como requisitos de admissão, aqui.

 

1 Assistente Operacional (manobrador de máquinas)


Funções

  • Exercer funções na Divisão de Serviços Gerais (conduzir máquinas pesadas de movimentação de terras, gruas ou veículos destinados à limpeza urbana ou recolha de lixo);
  •  Manobrar sistemas hidráulicos ou mecânicos complementares das viaturas;
  •  Zelar pela conservação e limpeza das viaturas;
  • Verificar diariamente os níveis de óleo e água; comunicar as ocorrências anormais detetadas nas viaturas. Por vezes, poderá conduzir viaturas ligeiras ou pesadas.

Mais informações
Consulte mais informações, bem como requisitos de admissão, aqui.

 

2 Assistentes Operacionais (trolha)


Funções

  • Exercer funções na Divisão de Serviços Gerais (executar paredes em alvenaria de tijolo e blocos de cimento);
  • Executar e assentar manilhas, tubos e canaletes; executar rebocos em superfícies de tijolo e blocos de cimento;
  •  Executar estruturas simples com armadura, incluindo a montagem da mesma;
  • Executar trabalhos similares ou complementares dos atrás descritos;
  • Assentar azulejos e ladrilhos;
  •  Montar bancas, sanitários, coberturas e telha; executar operações de pintura a pincel ou com outros dispositivos;
  • Executar outras tarefas integradas nas competências da unidade orgânica, sempre que superiormente determinado.

Mais informações
Consulte mais informações, bem como requisitos de admissão, aqui.

 

1 Assistente Operacional (serralheiro)


Funções

  • Exercer funções na Divisão de Serviços Gerais (construir e aplicar na oficina estruturas metálicas ligeiras para edifícios, pontes, caldeiras, caixilharias ou outras obras; interpretar desenhos e outras especificações técnicas);
  •  Cortar chapas de aço, perfilados de alumínio e tubos, por meio de tesouras mecânicas, maçaricos ou por outros processos;
  • Utilizar diferentes materiais para as obras a realizar tais como: macacos hidráulicos, marretas, martelos, cunhas, material de corte, de solda e de aquecimento;
  •  Enformar chapas e perfilados de pequenas secções;
  • Furar e escariar os furos para os parafusos e rebites;
  • Por vezes, encurvar ou trabalhar de outra maneira chapas e perfilados;
  • Executar a ligação de elementos metálicos por meio de parafusos, rebites e outros processos.

Mais informações
Consulte mais informações, bem como requisitos de admissão, aqui.

 

1 Assistente Operacional (eletricista)


Funções

  • Exercer funções na Divisão de Serviços Gerais (instalar, conservar e reparar circuitos elétricos);
  • Instalar órgãos elétricos, tais como quadros de distribuição, caixas de disjuntores e de derivação, contadores, interruptores e tomadas;
  • Fixar os condutores ou cortar, dobrar e assentar calhas e tubos metálicos, plásticos ou de outro material, colocando os cabos ou fios;
  • Executar e isolar ligações de modo a obter os circuitos elétricos pretendidos;
  • Substituir e colocar lâmpadas de diverso tipo e formato, bem como os respetivos acessórios, quer nas escolas básicas do concelho como no restante Património Edificado Municipal;
  • Verificar, através de vistoria a todas as escolas básicas do concelho e infantários dos estados de conservação dos quadros, iluminação, tomadas, aparelhos de comando, segurança, secadores de mãos, porteiro elétrico, TSF/TV e terras;
  • Manter a iluminação decorativa dos edifícios, semáforos e calotes;
  • Cumprir as disposições legais relativas às instalações de que trata;
  •  Localizar e determinar as deficiências de instalações ou de funcionamento, utilizando, se for o caso, aparelhos de deteção e medida.

Mais informações
Consulte mais informações, bem como requisitos de admissão, aqui.

Candidaturas

Os candidatos interessados devem enviar a respetiva candidatura para o Município de Esposende (Praça do Município, 4740-223 Esposende) até ao dia 22 de agosto. Não são aceites candidaturas enviadas pelo correio eletrónico.

Veja também: