Mercadona quer contratar 200 colaboradores para as suas lojas

A Mercadona quer contratar profissionais para cargos de direção intermédia e mais 200 colaboradores para as equipas de loja.

Mercadona quer contratar 200 colaboradores para as suas lojas
Cadeia espanhola vai abrir lojas em Portugal

A Mercadona é uma empresa de capital familiar, fundada em 1977 pelo Grupo Cárnicas Roig. É uma das empresas de referência no sector da distribuição alimentar em Espanha, líder no segmento de supermercados, contando atualmente com mais de 1600 lojas. Em 2016 alcançou uma faturação de mais de 21 milhões de euros.

O objetivo da empresa é satisfazer as necessidades dos seus clientes, a preços competitivos, nas várias áreas em que opera:  alimentação, limpeza do lar, higiene pessoal e animais de estimação.

Atualmente, a Mercadona conta com um quadro composto por 79 mil colaboradores com emprego estável e de qualidade, todos com contratos sem termo.

4 lojas novas

Em Portugal, a cadeia espanhola conta abrir, em 2019, quatro lojas na zona norte do país e quer contratar 200 trabalhadores.  A Mercadona está também a contratar para preencher as 150 vagas de cargos de direção intermédia.

A empresa ainda está a recrutar, mas já contratou “entre 70 a 100” dos 120 cargos de direção intermédia e 30 analistas de campo de produtos frescos. Para candidatar-se, basta aceder ao site da Mercadona e preencher o formulário de contacto.

A Mercadona oferece uma remuneração acima do sector, 2.300 euros líquidos, para os quadros de intermédios de direção. Em Espanha, o valor ronda 2.500 euros líquidos. Diferença que a empresa justifica com diferença de custo de vida e média de remuneração mais elevada do sector.

A primeira loja tem abertura prevista até junho de 2019 e, para as equipas de loja, a cadeia espanhola pretende contratar cerca de 200 trabalhadores. As candidaturas ainda não estão a decorrer, o processo de recrutamento vai acontecer mais perto da data de abertura.

Em Espanha, os colaboradores das equipas de loja têm uma remuneração média de  cerca de mil euros líquidos. Mas, para Portugal, o valor a ser proposto ainda não foi definido.

Veja também: