OLX quer recrutar uma centena de trabalhadores em Lisboa

O OLX procura candidatos das áreas tecnológicas, como engenheiros de software e de sistemas e gestores de dados e produtos.

OLX quer recrutar uma centena de trabalhadores em Lisboa
Até ao final do ano

O grupo OLX anunciou que pretende contratar, até ao final do ano, mais 100 profissionais para o centro tecnológico de Lisboa que dá apoio a portais e clientes internacionais.

Com a contratação de mais 100 profissionais, a unidade tecnológica em Lisboa passará a contar com uma equipa de 200 colaboradores.

Estas novas contratações vêm reforçar a equipa que dá suporte a portais internacionais – no caso dos sites imobiliários Storia ou Otodom e do setor automóvel Stradia, Otomoto e Autovit -, bem como dar apoio a soluções para os utilizadores profissionais que o grupo tem por todo o mundo.

O grupo OLX procura profissionais nas áreas tecnológicas, como engenheiros de software e de sistemas ou gestores de dados e de produtos.

Além dos trabalhadores do centro tecnológico em Lisboa, o grupo emprega ainda mais cerca de 50 funcionários no país que dão apoio aos portais portugueses Standvirtual, Imovirtual e OLX e ainda trabalho administrativo.

Seguindo a prática do atual quadro de pessoal, cerca de 20% dos novos contratados para o centro tecnológico será oriunda de fora de Portugal.

Tim Hilpert, presidente do grupo OLX para a Europa, citado em comunicado, diz que “a partir deste centro tecnológico são desenvolvidas novas funcionalidades para portais e ‘apps’ líderes mundiais, e é a partir de Lisboa que são também criados e desenvolvidos novos projetos para mercados com enorme potencial, como a Índia, Indonésia e América Latina. Queremos continuar a apostar nesta estratégia vencedora e juntar novos talentos a este grande projeto em Portugal”.

O grupo, além do centro em Lisboa, tem unidades tecnológicas em Berlim, Deli e Buenos Aires e emprega, mundialmente, cerca de 4 mil pessoas.

Veja também: