Publicidade:

Ryanair volta a recrutar em Portugal

Ryanair está a recrutar tripulantes de cabine para as suas bases europeias. Não é necessário experiência anterior para candidatar-se.

Ryanair volta a recrutar em Portugal
Durante abril e maio

Ryanair é uma companhia aérea de baixo custo irlandesa com base em Dublin, República da Irlanda, que desenvolve a maioria das suas operações a partir do Reino Unido – nomeadamente, a partir da sua principal base, Aeroporto de Londres Stansted. É, atualmente, uma das maiores companhias aéreas da Europa no setor low cost.

Em Portugal, a companhia aérea opera em cerca de 100 rotas a partir dos aeroportos de Lisboa, Porto, Faro e Ponta Delgada e Terceira, nos Açores.

Oportunidades Ryanair


Esta semana, a Ryanair anunciou que vai contratar em Portugalaté ao dia 25 de maiotripulantes de cabine, referindo que “não é necessária experiência prévia” e que “será providenciada formação completa” aos candidatos selecionados que, após terem completado com sucesso a formação, ficarão localizados numa das bases europeias da Ryanair.

O recrutamento será feito pelo responsável pelo recrutamento de novos talentos da Ryanair, Mark Duffy, em parceira com o Crewlink, ao longo de 10 sessões que vão decorrer até 25 de maio em Lisboa, Porto, Faro, Funchal e Ponta Delgada.

A primeira sessão foi a 13 de abril, no Porto, estando marcadas para esta cidade mais 3 datas de recrutamento: 27 de abril, 11 e 25 de maio. Em Lisboa, as sessões de recrutamento decorrem a 16 de abril, 4 e 18 de maio. Em Ponta Delgada vai ser a 10 de abril, em Faro a 26 de abril e no Funchal a 15 de maio.

A companhia aérea destaca como “motivos para se juntar à equipa” a formação gratuita, subsídio de formação, uniforme gratuito no primeiro ano e subsidiado no segundo, prémio de assinatura de 750 euros, salário-base “competitivo”, bónus de produtividade, pagamento das horas em serviço/bónus de vendas, salário com objetivos atingidos entre 17.000 e 23.000 euros no primeiro ano, as “oportunidades de progressão de carreira fantásticas e o contrato de “dois anos garantidos com oferta de contrato permanente a partir desse momento”.

Acerca das condições de trabalho, é referido pela Ryanair a “grande variedade” de bases para escolha, o “horário estável” de cinco dias de trabalho com três dias de descanso, os bilhetes “com condições especiais” para colaboradores e a “segurança de trabalhar para uma companhia aérea com estabilidade financeira”.

Ficou interessado? Para informações adicionais, consulte a página de recrutamento da Ryanair aqui.

Veja também: