AUMENTe AS sUAS PROBABILIDADES DE ARRANJAR EMPREGO!

“Sou Olá” cria solução de emprego para desempregados

Está desempregado e anda à procura de uma oportunidade profissional? Conheça os 5 passos que tem que seguir para criar um emprego com a Olá.

“Sou Olá” cria solução de emprego para desempregados
Saiba como funciona esta parceria entre a Unilever Jerónimo Martins e o IEFP

Até 2020, o grupo Unilever Jerónimo Martins, que já conta com 169 mil funcionários, quer ajudar a criar oportunidades de emprego para 1.500 pessoas em Portugal.

Para isso, criou um programa de empreendedorismo inovador no nosso país, o “Sou Olá”, em parceria com o Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP). O objetivo é que os desempregados criem o seu próprio negócio.

Como funciona? A Olá disponibiliza aos candidatos um modelo de negócio testado, know-how, os meios de venda e os procedimentos necessários para o desenvolvimento de um negócio. Além disso, a Olá suporta 50% do investimento para dar início ao contrato de concessão para venda de gelados e outros produtos durante seis anos, ou seja, 7.500 euros dos 15.000 necessários. Já o IEFP pode também dar apoio para o investimento inicial e apoio técnico na criação de um plano de investimento.

A Olá comparticipa ainda 50% do investimento caso o empreendedor desista do negócio após o terceiro ano.

Para se candidatar não precisa de ter nenhuma formação académica específica, nem há limite de idade.

Precisa só de seguir estes cinco passos:
  1. Estar inscrito no IEFP, ter espírito empreendedor, vontade de arriscar e criar o seu negócio;
  2. Escolher um local com potencial para abrir um meio de venda de gelados;
  3. Preencher o formulário online e enviar o modelo de negócio;
  4. Quando a candidatura for aprovada pela equipa Olá, pedir licenças às entidades públicas responsáveis pelo local escolhido. Por outro lado, caso não tenha os 7.500 euros necessários pode candidatar-se a um financiamento com condições especiais, através dos programas de apoio oferecidos pelo IEFP.
  5. Quando as licenças estiverem aprovadas e o investimento assegurado deve assinar o contrato de concessão e passar a ser um “empreendedor Olá”.
Ficou interessado? Candidate-se!

Veja também: