Comer e viver melhor estão à distância de um clique

Receba no seu email os artigos que realmente lhe interessam

Ao clicar concordo receber comunicações de marketing directo enviadas por e-konomista.pt e pelos nossos Parceiros

Enviar

Esperança média de vida aumenta 5 anos

Segundo dados revelados pela OMS, a esperança de vida aumentou em 5 anos desde o ano 2000, o aumento mais rápido registado desde há 50 anos.

Esperança média de vida aumenta 5 anos
A OMS informa: esperança de vida é agora de 71,4 anos

Os resultados da edição deste ano das Estatísticas Mundiais de Saúde, publicadas anualmente pela OMS, mostram que uma criança nascida em 2015 tem uma esperança média de vida de 71,4 anos (73,8 para as mulheres e 69,1 para os homens), o que se traduz num aumento de cinco anos face aos resultados de 2000.


Esperança média de vida: o papel dos países africanos

Apesar de o aumento ser significativo, há ainda muitas discrepâncias a novel mundial: no Japão, uma menina pode esperar viver até aos 86,8 anos, enquanto que um rapaz nascido na Serra Leoa conta com uma esperança de vida que não vai além dos 49,3 anos. Estes números representam a mais alta e a mais baixa esperança de vida registada nestas Estatísticas Mundiais.

Margaret Chan, diretora-geral da OMS, defende que se devem ajudar os países a trabalharem para alcançar uma cobertura universal de saúde baseada em fortes serviços primários, uma vez que o mundo tem registados avanços no combate à redução do sofrimento e do número de mortes prematuras, mas que esses avanços são ainda muito desiguais.

As estimativas da OMS reúnem dados de 194 países e contemplam uma série de indicadores como a mortalidade, as doenças e o sistema de saúde; referem que este aumento representa uma inversão do declínio verificado nos anos 90, particularmente em África (devido à SIDA) e na Europa de Leste (devido ao colapso da União Soviética).

As melhorias na sobrevivência infantil, os desenvolvimentos no controlo da malária e o aumento ao acesso aos antirretrovirais tornaram possível esticar a esperança de vida em mais 9,4 anos em África - contribuindo, assim, de forma preponderante para o aumento registado a novel mundial. Porém, países como Angola, Moçambique, Guiné-Bissau e Guiné Equatorial ainda não atingem os 60 anos de média de esperança de vida.

Com resultados completamente opostos, temos um conjunto de 29 países de alto rendimento - onde se encontra Portugal - com uma esperança de vida igual ou superior a 80 anos.

Um outro indicador é ainda a esperança de vida saudável, ou seja, o número médio de anos que uma pessoas pode esperar viver com saúde. Nesse indicador, os valores são de 64, 6 anos para as mulheres e 61,5 para os homens (63,1 a nível global).

Veja também: