Estado continua a ser burlado

Só até Junho deste ano, o Estado já foi burlado em 47 milhões de euros, um número superior ao de 2013. Serviço Nacional de Saúde é um dos serviços do Estado mais "roubados".

Estado continua a ser burlado
Estado foi burlado em 47 milhões de euros

As notícias de burlas aos serviços públicos já não são surpresa, mas na passada semana o Diário de Notícias avançou que o Serviço Nacional de Saúde e a Segurança Social foram burlados em mais de 47 milhões de euros.

Estes valores de burla ao Estado foram avançados pelo relatório semestral da Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa e avança que foram registadas um total de 755 burlas. Este valor acaba por ser um pouco preocupante, uma vez que o ano passado o total foi de 655 burlas. Desta forma, este ano verificam-se mais 100 burlas, revela o relatório que detém 50% do território nacional e ilhas.


Melhorias na investigação

Segundo declarações do procurador-geral adjunto da distrital de Lisboa, “não creio que as burlas ao Estado tenham aumentado. O sistema de deteção e investigação é que adquiriu competências cada vez mais apuradas e uma focagem no objecto da investigação mais nítida, por forma a não ocorrerem desvios de efeitos irrelevantes, embora possam ser socialmente vistosos”, referiu o mesmo. Nestas declarações percebe-se que o sistema de detecção de burlas esteja mais aperfeiçoado e que talvez por isso este ano tenham sido detectadas mais incidentes destes contra o Estado.

No relatório divulgado pelo Diário de Notícias, pode ainda ler-se que os casos de corrupção foram inferiores aos do ano de 2013, registando-se menos 22 casos, embora o valor envolvido em cada caso seja dez vezes superior ao valor registado o ano passado.


Veja também: