Exportações para Angola caem 30%

Em 2016, as exportações para Angola caíram cerca de 30%, ficando abaixo dos 1,5 mil milhões de euros.

Exportações para Angola caem 30%
Em mínimos de 2010.

Em 2016, Portugal registou um decréscimo acentuado das exportações para Angola, atingindo o nível mais baixo desde 2010. Apesar de tudo, o saldo da balança comercial permanece favorável para o lado português, ficando pelos 600 milhões de euros -40% face 2015).

Segundo dados da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP), até ao fim de novembro, as exportações para Angola foram de 1,33 mil milhões (-32%) e as importações de 805 milhões (-22%), centradas na compra de petróleo. Extrapolando estes valores para todo o ano, as exportações para Angola terão ficado abaixo dos 1,5 mil milhões.

Esta terça-feira, dia 24 de janeiro, Luanda recebe o Fórum Empresarial Angola-Portugal. Uma ocasião que a Associação Empresarial de Portugal (AEP) quer aproveitar para contrariar o clima de pessimismo que paira sobre o mercado angolano. "O objetivo é contrariar algum clima de pessimismo que tem existido sobre o mercado angolano, consubstanciado nos dados concretos das trocas comerciais e outros problemas que surgiram", referiu Paulo Nunes, presidente da AEP.

Para isso, a AEP pretende levar 17 empresas a Luanda para participar num conjunto de reuniões e mostras de produtos e serviços nacionais em Luanda. 

"Temos a expetativa que 2017 possa ser já um ano de relançamento da economia angolana, primeiro pelos ajustamentos internos, e depois porque tem havido nos últimos meses uma retoma do preço do petróleo, ainda longe do desejável para o país, mas melhor do que antes", continuou o empresário.


Veja também:

Continuar a Ler