Familias afogadas em dividas

Muitos idosos têm vindo a socorrer os seus filhos de meia-idade, já que estes estão completamente afogados em dividas. São decretadas falências pessoais todos os dias e existem imensos casos de sobreendividamento.

Familias afogadas em dividas

De acordo com o testemunho de uma técnica da DECO, existem casais de idade avançada que contraíram créditos até entrarem em sobreendividamento para socorrerem filhos de meia idade que deveriam ser financeiramente autónomos.

Em casos destes há muito trabalho a fazer, nomeadamente, cortar em despesas fixas elevadas que não são prioritárias, como é o caso de despesas com telemóvel.

Há a necessidade de renegociar contratos e créditos, através da obtenção de períodos de carência, aumentar o prazo do crédito, de forma a reduzir o valor das prestações, entre outras medidas.

Segundo a DECO, os tribunais decretam todos os dias, 14 novas falências singulares, além de existirem casos de familias com 30 créditos.

É certo que estes resultados são um reflexo da crise que vivemos actualmente, mas a DECO alerta para cuidados que cada um individualmente deverá ter, independentemente do contexto económico. Cuidados esses que passam por um melhor plamento do orçamento familiar para perceber para onde está a ser canalizado o dinheiro, além de desconfiar de campanhas publicitárias que oferecem facilidades quase irreais.