Famílias investem na poupança

Ter um regime de poupança fixo é fundamental para assegurar uma boa gestão da economia familiar. Este trimestre, registrou-se um acréscimo nas poupanças dos portugueses

Famílias investem na poupança
Famílias investem na poupança no segundo trimestre do ano
  • Houve um aumento na poupança das famílias este trimestre

Há notícias que têm dois lados distintos. Podem parecer inicialmente boas, mas trazem depois uma componente um pouco menos positiva. Os dados relativos à poupança dos portugueses foram ontem oficializados e indicam que as famílias continuam a poupar, embora os seus rendimentos tenham sofrido uma quebra substancial.

 

Já se tinha verificado um aumento na poupança familiar no primeiro trimestre, mas agora os números avançados indicam que os portugueses estão a poupar 13,6% do rendimento que têm disponível. Os dados são disponibilizados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

 

Dados da taxa de poupança dos portugueses

A taxa de poupança das famílias portuguesas mantém uma tendência crescente. Em 2012, os números andavam nos 11,6% do rendimento disponível, tendo subido para 12,9% no último trimestre do mesmo ano. No segundo trimestre de 2013 voltou a subir para os 13,6% relativamente ao rendimento disponível.

 

Porque é que as famílias apostam na poupança?

Com o empobrecimento geral da população, os cortes nos ordenados, o desemprego ou o aumento do custo dos bens essenciais, é difícil perceber de que forma as famílias conseguem apostar na poupança. No entanto, há uma forte componente que contribui para estes valores – a quebra do consumo. Estima-se que a redução do rendimento disponível das famílias determina uma quebra de 0,5% no consumo.

 

Também lhe pode interessar: