PLANO DE SAÚDE MEDICARE - 6 mensalidades sem compromisso

FDA baniu sabonetes antibacterianos do mercado americano

E se lhe dissermos que os sabonetes antibacterianos não são mais eficazes do que os sabonetes normais? É isso que diz a FDA.

FDA baniu sabonetes antibacterianos do mercado americano
Em causa estão 19 ingredientes que podem ser prejudiciais para a saúde

E se de repente lhe dissessem que os sabonetes antibacterianos não são mais eficazes do que os sabonetes naturais? E se lhe dissessem ainda que os sabonetes antibacterianos até podem, na realidade, ser prejudiciais para a sua saúde?

Pois bem, é isso mesmo que diz a Food and Drug Administration (FDA), a entidade responsável pela segurança alimentar e dos medicamentos nos Estados Unidos da América. E foi ainda mais longe e já este mês, Setembro, proibiu a comercialização de sabonetes antissépticos ou antibacterianos no mercado americano, pelo menos aqueles que contenham pelo menos um dos 19 ingredientes que a FDA considerou perigosos para a saúde.

Entre a lista de 19 ingredientes identificada pela FDA estão o triclosano e triclocaran, associados a vários problemas de saúde, como perturbações hormonais, resistência bacteriana ou cancro do fígado, por exemplo.

Além destes, há outros ingredientes definidos como perigosos. É o caso de ingredientes como o clorofluorcarboneto, o hexaclorofeno, o hexilresorcinol, fenol (mais de 1,5% e menos de 1,5%), o cloreto de benzetónio metílico, triclosano, amida secundária tricresol, oxicloroseno de sódio, fluorosalan, tribromsalan, triclocarban, triple dye e alguns tipos de Iodóformios (cinco para sermos precisos).

A decisão da FDA é justificada pelo facto dos fabricantes não terem demonstrado a segurança e eficácia desses 19 ingredientes. Na declaração oficial emitida pela FDA, Janet Woodcock, diretora do Center for Drug Evaluation and Research (CDER, em português Centro para Avaliação e Pesquisa de Drogas) disse mesmo que "os consumidores podem pensar que as lavagens antibacterianas são mais eficazes e preventivas da disseminação dos germes, mas não há qualquer prova científica que sejam melhores do que sabonetes neutros e água".

Fora desta proibição estão, no entanto, os sabonetes e desinfetantes hospitalares, por exemplo.  

Veja também: