PLANO DE SAÚDE MEDICARE - 6 mensalidades sem compromisso

Função pública passa a pagar mais pela saúde

É funcionário público? Saiba que a ADSE tem novos valores, tendo aumentado os preços.

Função pública passa a pagar mais pela saúde
ADSE apresenta uma tabela com preços mais elevados
  • Saiba o que muda com as novas tabelas da ADSE

A nova tabela de preços da ADSE já está disponível aqui e traz algumas alterações significativas, muitas delas para pior. A partir de 1 de junho, os contribuintes que sejam funcionários públicos vão passar a pagar mais pela saúde em algumas situações, sendo que noutras os valores mantêm-se. 

O que muda para os funcionários da ADSE? Vão, por exemplo, “passar a pagar 20% das próteses colocadas em hospitais privados”, sendo que até à data este tipo de situações era financiada a 100 por cento.

Para as próteses intraoperatórias as regras são outras. Se o valor for de mil euros, o contribuinte paga 200 euros, sendo que o Ministério da Saúde assegura que a ADSE “criou um limite de valor que pode ser pago pelos utentes e que é precisamente de 200 euros”. Tudo o que sejam próteses acima dos 1000 euros a ADSE suportará todos os encargos.

Outro exemplo são as TAC e as ressonâncias magnéticas que, essas sim, ficam mais baratas do que estão, passando dos 30 para os 25,50 euros. Quanto à grande parte das consultas ou atos médicos, “ficam na mesma”.

Esta alteração nas comparticipações das próteses acontece essencialmente devido ao fato de se ter sentido um “aumento significativo na utilização de próteses mais caras por parte dos privados”.
Proteja a sua saúde e a de quem o rodeia >>
Veja também: