Simulador de Crédito - Milhares de Portugueses já experimentaram!

Em menos de 1 minuto, gratuito e sem compromisso.

Ao clicar concordo receber comunicações de marketing directo enviadas por e-konomista.pt e pelos nossos Parceiros

SIMULAR

Furtos natalícios

Chega o Natal e aumentam os roubos nas lojas. Um Estudo prevê que este crime aumente mais de 3% este Natal

Furtos natalícios

A quadra natalícia é encarada de diferentes formas. Para uns é esvaziar os bolsos para oferecer presentes, já para outros é uma boa altura para encher os bolsos.

 

Há quem aproveite esta altura para furtar lojas e estima-se que em Portugal atinja um valor superior a 68 milhões de euros, o que significa mais 3,2% que no ano anterior.

 

Estas são as conclusões do Estudo "Shoplifting for Christmas 2010", realizado por Centre for Retail Research, entidade inglesa responsável pela elaboração do Barómetro Global do Furto no Retalho, estudo patrocinado pela Checkpoint Systems, estudo este que foi efectuado também noutros países europeus.


O resultado para a Europa é que seja furtado um valor total de 5,4 mil milhões de euros, o que implica um aumento de 168 milhões de euros, ou seja, mais 3% que no Natal passado.

 

Apesar de em Portugal ter havido uma diminuição de roubos, com certeza esse número vai mudar com a chegada do Natal.
Como estamos a viver uma época de crise prevê-se que a tentação de sair da loja sem pagar quer por parte dos clientes como dos funcionários, assim como por toda a cadeia de abastecimento, tenha tendência para aumentar.

 

Os produtos mais frequentemente furtados são produtos electrónicos como DVD's, iPOD's, jogos, assim como perfumes, vestuário, relógios, bebidas alcoólicas e produtos alimentares próprios desta época festiva.

 

A título de curiosidade, prevê-se uma maior incidência dos furtos nos homens, apesar de as mulheres terem olho para os produtos mais caros.