Governo não prevê aumentar o preço da água

Carlos Martins, secretário de Estado do Ambiente, reiterou que não está previsto aumentar o preço da água.

Governo não prevê aumentar o preço da água
Afirmou Carlos Martins.

Ao contrário do que foi inicialmente apontado pelo Diário de Notícias (DN), o Governo não prevê aumentar o preço da água. Quem o afirma é Carlos Martins, secretário de Estado do Ambiente, sublinhando que a sustentabilidade passa por “aumentar a eficiência” dos sistemas, clarificando as declarações prestadas ao DN.

“Não temos a expectativa de que seja necessário aumentar o preço da água. Agora, temos consciência de que é preciso aumentar a eficiência”, declarou o governante, esclarecendo a alteração do preço da água “é uma decisão que cabe a cada um dos municípios”.

“Portugal tem ainda um conjunto de entidades gestoras, cerca de 150, em que aquilo que são os custos de operação não são cobertos pelas receitas. No que isto se traduz é nalguma dificuldade de reabilitação futura das redes”, indicou Carlos Martins durante a apresentação do primeiro relatório de avaliação anual do novo plano estratégico do setor das águas, o “Pensar 2020″.

Carlos Martins afastou qualquer cenário que preveja aumentar o preço da água mas não deixou de referir que “para a sustentabilidade do setor era desejável que esse equilíbrio resultasse de proveitos e de custos num ambiente de eficiência”.


Veja também: