Governo pondera benefícios fiscais para quem anda de transporte público

Os benefícios fiscais para quem recorre a transportes públicos para deslocações podem vir a ser uma realidade em 2017.

Governo pondera benefícios fiscais para quem anda de transporte público
Já no OE de 2017.

O Governo está a estudar a introdução de benefícios fiscais para os contribuintes que utilizem transportes públicos. Ou seja, quem andar de metro, autocarro, comboio ou outro qualquer meio de transporte coletivo pode vir a usufruir de benefícios fiscais em 2017. A medida faz parte de um pacote de incentivos no âmbito da fiscalidade verde que faz parte do Orçamento do Estado para 2017, revelou o jornal Público citando fontes governamentais.

A ideia prevista pelo Governo passa pela dedução à coleta do IRS das despesas com bilhetes ou passes de autocarro, comboio ou metro. Esta dedução seria feita à semelhança da que já existe com as despesas da educação ou as deduções pela existência de fatura.

Sabe-se, para já, que o modelo de implementação desta medida ainda não está fechado. Ou seja, ainda se desconhecem os montantes a deduzir e os transportes coletivos que serão elegíveis aos benefícios fiscais.

Recorde-se que esta medida já tinha sido proposta em setembro pelo partido Os Verdes. Na altura, Heloísa Apolónia referiu que este incentivo fiscal poderia servir para combater as alterações climáticas, ao reduzir os gases de efeito estufa através de um menor uso do carro. "Mas também garantir uma mobilidade sustentável e maior qualidade de vida às pessoas nas cidades", garantiu a depudata.


Veja também: