Há 300 mil condutores espanhóis que passaram nas autoestradas portuguesas sem pagar

Desde 2009 que há condutores espanhóis a passarem nas autoestradas portuguesas sem pagar, sejam SCUTS ou autoestradas com pagamento normal. A Brisa e a Ascendi já estão a contactar cerca de 300 mil condutores.

Há 300 mil condutores espanhóis que passaram nas autoestradas portuguesas sem pagar
Condutores espanhóis já estão a ser notificados

Há cerca de 300 mil espanhóis que desde 2009 circularam nas autoestradas portuguesas sem pagar. Os dados foram avançados hoje e, segundo a notícia, a Brisa e a Ascendi estão unidas para reclamar junto destes condutores o montante em dívida.

A notícia publicada hoje pelo Jornal de Notícias avança que com a ajuda de uma empresa especializada, pode ser possível contactar todos estes condutores espanhóis e conseguir assim regularizar a situação. 

A mesma fonte refere que “o problema poderia estar relacionado com as autoestradas com portagens eletrónicas, em que o utilizador tem de pagar a portagem nos Correios ou por Multibanco, caso não tenha um dispositivo Via Verde”, mas a verdade é que a Brisa revela que “nas autoestradas onde são distribuídos títulos de viagem também há irregularidades”.

Grande parte dos 300 mil espanhóis que estão a ser ou serão notificados é residente na Galiza. Devido à proximidade geográfica, os galegos são aqueles que mais visitam Portugal utilizando o carro como meio de transporte primordial. 

Todos os condutores notificados têm entre oito a quinze dias para regularizar o pagamento, sendo que o mesmo engloba não só “o valor das portagens o valor das portagens, as penalizações e mais 25 euros de custos administrativos, caso contrário o processo seguirá para tribunal”.


Veja também: