AUMENTe AS sUAS PROBABILIDADES DE ARRANJAR EMPREGO!

Há mais trabalho temporário em Portugal

A taxa de desemprego em Portugal tem vindo a descer nos últimos meses. Esta semana, soube-se que há mais trabalho temporário em Portugal, o que contribui para mexer com os números do desemprego e ajudar no impulso à economia.

Há mais trabalho temporário em Portugal
O número de contratos de trabalho temporário tem vindo a crescer

Numa altura em que tem sido frequentemente noticiada a queda progressiva da taxa de desemprego em Portugal, sabe-se também que o trabalho temporário tem aumentado no país.

Em declarações na passada semana, Vitalino Canas, o provedor do trabalho temporário, assegura que  “em 2012 houve cerca de 350 mil contratos temporários, o que significa que, em média, 80 mil pessoas se encontram nesta situação de trabalho temporário”.

Os dados avançados pelo relatório do Provedor da Ética Empresarial e do Trabalho Temporário revelam um aumento de 5 por cento em relação a 2011, algo que pode estar directamente relacionado com o facto do ciclo económico negro estar a começar a inverter-se. Segundo Vitalino Canas, “o trabalho temporário aumentou em 2012 mas temos também indicações empíricas que terá continuado a aumentar em 2013. Eu acho que está demonstrado que, quando a economia começa a crescer, um dos primeiros sinais de que isso está acontecer é o trabalho temporário, assim como, quando a economia começa a ter dificuldades, os primeiros a sentir essas dificuldades são os trabalhadores temporários, que são os primeiros a perder o seu local de trabalho”, assegura.


Os salários baixos

Apesar do aumento do trabalho temporário contribuir para que o desemprego diminua, a verdade é que, segundo o provedor, "grande parte dos trabalhadores temporários têm salários abaixo dos 600 euros". Uma realidade delicada que levanta diversas questões sociais que têm vindo a ser debatidas aquando da crise que Portugal atravessa.


Veja também: