Ikea aumenta salário mínimo para os 625 euros

A multinacional sueca Ikea já tinha aumentado para 600 euros o salário mínimo base dos colaboradores, no ano passado.

Ikea aumenta salário mínimo para os 625 euros
Empresa tem 1900 colaboradores em Portugal. E está a recrutar

"Na Ikea acreditamos que ser uma grande marca não significa apenas vender bons produtos, mas também desenvolver as equipas que fazem da Ikea, uma multinacional em crescimento. Queremos ser uma empresa cada vez melhor para trabalhar e o aumento do salário mínimo de entrada é mais do que uma forma de reconhecimento: faz parte da nossa estratégia, que coloca as pessoas no centro do negócio, proporcionando aos nossos colaboradores cada vez melhores condições para que se sintam realizados a nível pessoal e profissional”. É desta forma que a empresa sueca justifica o recente anúncio de que o salário mínimo de entrada para colaboradores base a tempo inteiro passará para os 625 euros brutos mensais. Esta medida surge depois de o Governo ter anunciado a subida do salário mínimo nacional para os 557 euros.

A este aumento de 25 euros – um valor 12,2% acima do estipulado por lei – ainda acresce o subsídio de refeição diário de 4,55 euros, explica a empresa em comunicado.

Segundo a IKEA, este aumento entra em vigor em março de 2017, com efeitos retroativos desde janeiro.

Em Portugal, a empresa sueca conta com cerca de 1900 trabalhadores no retalho e centro de apoio a cliente.

Tem apostado numa estratégia que “promove o desenvolvimento dos colaboradores, a par com o crescimento do negócio”, da qual fazem parte as revisões salariais. A empresa lembra que os funcionários têm também seguro de saúde e de vida, cantina com refeições a preços reduzido, serviço médico no local de trabalho, ajuda de nascimento e possibilidade de estender a licença de maternidade/paternidade em dois meses.

Se quer trabalhar na IKEA aproveite, há oportunidades em aberto

Veja também: