Ilha sem mulheres é candidata a património da UNESCO

Já ouviu falar em Okinoshima? Esta ilha sem mulheres é candidata a património da UNESCO.

Ilha sem mulheres é candidata a património da UNESCO
Sim, foram todas banidas

Mulheres? Aqui não! O sexo feminino não é permitido em Okinoshima, uma ilha existente no sudoeste japonês. E é essa inusitada e particular característica que a torna tão especial… ao ponto de agora ser candidata a património da UNESCO.

Homens que visitam a ilha têm de guardar segredo

Okinoshima não permite a entrada a mulheres. E os homens que a visitam têm de guardar segredo em relação a tudo o que viram… mas não só! Para entrarem e visitarem a ilha, os homens também devem ficar nus e realizar um ritual de purificação.

Existem várias explicações para o facto de as mulheres terem sido banidas da ilha e alguns dizem mesmo que tudo se deve à menstruação e pelo facto de esta poder corromper a ilha.

okinoshima

Quem reside na ilha tem revelado um sentimento agridoce em relação à nomeação. Por um lado, o reconhecimento da UNESCO poderia trazer uma maior consciencialização para com os locais históricos… e por outro, pode transformar-se numa verdadeira ameaça aos santuários lá existentes – como é o caso da ilha Okinoshima.

A decisão da UNESCO sobre a “ilha sem mulheres” irá ser tomada em julho. Mas mesmo que a candidatura venha a ser aprovada, as regras não deverão mudar como garantiu um dos “guardiões” da ilha.

Veja também: