Investimento interno marca terceiro trimestre

A aposta interna no investimento também contribuiu para que a economia apresentasse um saldo positivo no terceiro trimestre do ano.

Investimento interno marca terceiro trimestre
O investimento interno continua a crescer
  • O consumo das famílias a o investimento contribuíram de forma positiva para a economia

São sempre boas as notícias que nos chegam e que referem que a economia portuguesa, de uma forma ou de outra, conseguiu obter resultados positivos. Apesar dos números dos últimos anos consequentes da crise nacional e internacional que se vive, a verdade é que começam agora, a pouco e pouco, a chegar notícias positivas sobre a economia portuguesa.

 

Investimento e consumo das famílias a crescer

Segundo notícia avançada ontem, o investimento interno e o consumo das famílias aumentou, o que permitiu um crescimento da economia no terceiro trimestre.

Os dados são avançados pelo INE (Instituto Nacional de Estatística) e revelam que o crescimento económico cresceu 0,2% no terceiro trimestre, muito fruto do aumento do investimento e do consumo privado.

Pode ler-se no relatório que “a procura apresentou um contributo positivo de 1,3 pontos percentuais para a variação em cadeia do PIB (0,5 pontos percentuais no segundo trimestre), associado a variações positivas do consumo privado e do investimento”.

 

É também de ressalvar o aumento do consumo privado, que subiu 1,1% em relação aos três meses anteriores. Estes dados são superiores em 0,5% face aos dados do segundo trimestre. Já no que refere ao consumo das famílias, o mesmo sofreu o maior aumentos desde o terceiro trimestre de 2009. Os dados apontam que o investimento das famílias portuguesas subiu 4,8% em relação aos meses de Abril a Junho deste ano.

 

Não tão bons são os dados reativos à procura externa líquida, que apresentou um saldo negativo de -1,1%. No trimestre anterior, a procura externa líquida tinha aumentado 0,7%.

 

Veja também: