Jovens “nem nem” podem candidatar-se a apoio de 700 euros por mês

Não trabalha nem estuda e quer começar uma empresa? Há um programa que dá 700 euros por mês aos jovens nesta situação.

Jovens “nem nem” podem candidatar-se a apoio de 700 euros por mês
Candidaturas já começaram e terminam a 6 de março

Sabia que, em Portugal, há cerca de 300 mil jovens que não têm emprego nem estudam?

Para contrariar esta situação e estimular e apoiar o empreendedorismo, o Instituto Português do Desporto e da Juventude (IPDJ) já abriu as candidaturas para o Empreende Já, um programa com uma dotação de 5 milhões de euros, apoiado por fundos europeus.

No total serão apoiados 630 jovens “nem-nem” com uma bolsa de 700 euros mensais, durante um semestre, para aprenderem a pensar como empresários e desenvolverem uma ideia de negócio. No final, essa ideia pode ser apoiada com 10 mil euros, a fundo perdido. Entre outros, os jovens vão ter formação de 250 euros na área do empreendedorismo e vão aprender a realizar um plano de negócios.

O potencial de empregabilidade, a relevância do projeto para a comunidade local e a sustentabilidade do mesmo serão alguns dos critérios de avaliação a aplicar pelo júri.

As candidaturas para a primeira fase estão abertas até ao dia 6 de março e vão beneficiar 315 jovens. Em setembro arrancará uma segunda fase de apoios para o mesmo número de candidatos.

Quer candidatar-se? O programa destina-se a jovens entre os 18 e os 29 anos que nem estudem nem trabalhem; sejam residentes em Portugal continental (já existem programas semelhantes para a Madeira e os Açores); que tenham a escolaridade obrigatória completa; estejam inscritos no centro de emprego; e que não beneficiem de apoios de outras medidas do Plano Nacional de Implementação de uma Garantia para a Juventude.

Saiba mais sobre estes apoios e inscreva-se no site do Empreende Já.

Veja também:

Continuar a Ler