PLANO DE SAÚDE MEDICARE - 6 mensalidades sem compromisso

Má alimentação responsável por metade das mortes e doenças em Portugal

Segundo a Direção-geral da Saúde, metade das causas de morte e de doença em Portugal têm relação direta com a má alimentação.

Má alimentação responsável por metade das mortes e doenças em Portugal
Sal, açúcar e muito mais…

Na conferência sobre o Plano Nacional de Saúde que decorreu no passado dia 19 de setembro, em Loures, a Direção-geral da Saúde apontou a má alimentação e o consumo excessivo de sal e de açúcar como fatores de risco para diversas doenças.

“Pelo menos metade das causas de doença e de morte têm relação direta com a má alimentação, sobretudo com o excesso de sal, mas também o excesso de calorias, as gorduras de fabrico industrial e o açúcar”, afirmou Francisco George, diretor-geral da Saúde.

Segundo a Direção-geral da Saúde (DGS), as melhorias registadas até 2008 em relação a vários indicadores de saúde acabaram por desacelerar, o que pode dificultar algumas metas previstas no Plano Nacional de Saúde.

O Plano Nacional de Saúde pretende diminuir a mortalidade precoce (antes dos 70) e aumentar em 30% a esperança de vida saudável aos 65 anos em 2020. 

Para além dos programas de intervenção dirigidos a grupos etários mais velhos, o plano também contempla alguns objetivos direcionados às gerações mais novas. Um deles é a redução da prevalência do consumo de tabaco na população com mais de 15 anos e a eliminação ao fumo ambiental, enquanto o outro é o controlo da obesidade na população infantil.


Veja também: