Mais comércio electrónico

A UE pretende eliminar as barreiras nos pagamentos electrónicos já que o comércio electrónico representa actualmente 3,4% das vendas a retalho e menos de 3% da economia da União Europeia, revelando-se assim uma área a explorar.

 Mais comércio electrónico

Com o objectivo de melhorar as relações económicas no espaço europeu, a Comissão Europeia lançou hoje uma consulta pública através da qual pretende recolher contributos, apresentando um Livro Verde, e prevendo-se que a consulta fique aberta até 11 de Abril.

O plano é desenvolver iniciativas que incentivem o uso do pagamento com cartão, pagamentos pela Internet ou pelos telemóveis, garantindo sempre a segurança destas operações.

De acordo com dados de Bruxelas, o comércio electrónico apenas representa 3,4% das vendas a retalho e menos de 3% da economia da União Europeia, o que revela uma área com potencial para explorar.

Pretendem-se identificar no Livro Verde as principais barreiras existentes nos pagamentos electrónicos, assim como as soluções para ultrapassar essas dificuldades. Estas passam, principalmente, pela segurança dos pagamentos; a protecção de dados; falta de políticas de fixação transparente e eficiente dos preços dos serviços de pagamento.

Tendo em conta as oportunidades proporcionadas pelo comércio electrónico e o crescimento alucinante dos chamados smartphones, Bruxelas encontra no comércio electrónico uma oportunidade e por esse motivo pretende duplicá-lo até 2015.