Microcrédito com novas regras nos Açores

Sendo o microcrédito parte integrante da acção do Governo para combater o desemprego, o Governo regional dos Açores vai reformar o regime de microcrédito, mediante a introdução de algumas alterações.

Microcrédito com novas regras nos Açores

De acordo com o ministro da Solidariedade e da Segurança Social, Pedro Mota Soares, as desigualdades sociais em Portugal são muito elevadas. Por esse motivo, o combate ao desemprego é uma prioridade e uma das medidas para atingir esse objectivo é o microcrédito.

O Governo regional dos Açores pretende introduzir algumas alterações ao regime de microcrédito, nomeadamente, o aumento para 20 mil euros do montante máximo a atribuir por candidatura.

Quanto aos beneficiários, estes poderão ser desempregados de longa duração, quem procura emprego e não tem condições para aceder ao crédito bancário em condições normais e os trabalhadores em situação precária de emprego.

O aumento do universo dos candidatos a este apoio faz com que também trabalhadores independentes, Sociedades por quotas, sociedades unipessoais por quotas, sem condições para o acesso ao crédito bancário pelas vias normais, possam candidatar-se a este apoio.

Estas medidas surgem no seguimento da crescente dificuldade no acesso ao crédito bancário, que é cada vez mais restrito, limitando muitas famílias e microempresas que atravessam sérias dificuldades.