Mudança da hora: andamos há 100 anos atrasar relógios

Este fim-de-semana temos novamente mudança da hora para o horário de inverno. Mas onde e quando surgiu esta medida?

Mudança da hora: andamos há 100 anos atrasar relógios
Saiba tudo aqui

A mudança da hora é uma história que vem já desde 1916, ou seja, um hábito com 100 anos que ainda hoje se põe em prática, mas será que ainda faz sentido? Quais foram os motivos que originaram esta medida?


30 de outubro às 02:00h: atrase o relógio uma hora


A origem

Em 1784, Benjamin Franklin, um dos grandes protagonistas históricos dos Estados Unidos, escreveu um artigo, no qual defendeu a mudança da hora por razões de poupança. A ideia não vingou, mas deixou sementes. Em 1907, o londrino William Willet retomou a ideia, mas não conseguiu convencer os seus governantes, embora até tivesse tido o apoio de Winston Churchill.

Contudo, durante a Primeira Guerra Mundial, alguns países acabaram mesmo por implementar a medida: a Alemanha, o império Austro-Húngaro, o Reino Unido e a França. Em 1917, juntaram-se-lhe a Rússia e os Estados Unidos. A ideia original era aproveitar melhor a luz do dia durante a manhã. Assim, a Grande Guerra, a guerra da desunião mundial, acabou por unir o mundo nesta medida.



A hora oficial ou a outra?

A coroa espanhola também adotou esta medida, mas apenas em 1918, justificando-se com a necessidade de poupar. A escassez de bens e as dificuldades gerais por que passavam os países de uma forma geral ditaram a necessidade de proceder a estas alterações, mesmo que não tivesse sido bem recebida por todos. Alguns preocupavam-se com os vendedores de relógios de sol, outros achavam que era só uma brincadeira. Nessa altura, à pergunta “Que horas são?” muitos respondiam “A oficial ou a outra?”.



A implementação da medida

A mudança da hora foi abolida com o fim da primeira Grande Guerra, mas retomada durante a Segunda Guerra Mundial. Alguns países voltaram a desistir da medida com o fim da segunda guerra, mas outros continuaram a adotá-la. Em 1974, a prática estava quase generalizada, motivada também pela crise energética de 1973, quando o mundo árabe fecha a torneira do petróleo para a Europa e Estados Unidos.

A medida intitulada “Daylight Saving Time” acabou por se instalar definitivamente, sob o pretexto de ajudar a a poupar energia. A verdade é que os vários estudos e relatórios que existem sobre a temática não apresentam dados muito conclusivos. Alguns afirmam que há de facto uma poupança de energia com a mudança da hora de verão e inverno, outros argumentam que as poupanças não ultrapassam o 1%.

 


Horário de Inverno em 2016

Sendo assim, a tradição mantém-se e este fim-de-semana concretiza-se a mudança da hora para o horário de inverno. Em Portugal Continental e na Região Autónoma da Madeira, de sábado para domingo, às duas da manhã os relógios atrasam para a uma da manhã. Nos Açores, a mudança da hora efetiva-se à uma da manhã, passando a ser meia-noite.

Por isso, já sabe, este fim-de-semana pode dormir mais uma hora, ou divertir-se mais uma hora, conforme o que mais lhe apetecer.

Veja também: