Nova invasão de hackers ao Pokémon Go

O ataque à aplicação poucos dias depois do lançamento do Pokémon Go tornou impossível a captura de Pokémons.

Nova invasão de hackers ao Pokémon Go
A aplicação já foi alvo de vários ataques

Pokémon Go é o novo fenómeno mundial, já agarrou milhões de utilizadores em todo o mundo. No entanto, a forte adesão ao jogo despertou também o interesse dos hackers, cujo novo passatempo é atacar a aplicação. Este fim de semana o jogo foi bloqueado e milhões de jogadores ficaram em fúria.
 

PoodleCorp podem ser os responsáveis pelo ataque

Logo no segundo fim de semana depois do lançamento da aplicação, muitos utilizadores não conseguiram capturar os pokémon. De acordo com o Downdetector.com, o grupo de hackers PoodleCorp atacou os servidores da aplicação e o jogo ficou inacessível por cerca de dez horas, num dia, e quatro horas no seguinte. Aparentemente, esta falha, deveu-se a “um ataque distribuído de negação de serviço (DDoS, na sigla em inglês).”

As redes sociais do grupo recebeu milhares de comentários negativos depois de ter anunciado que tinha atacado os servidos do jogo. Alguns meios avançam que, a confirmar-se que o ataque partiu da PoodleCorp, já está programada uma nova vaga para o próximo dia 1 de agosto: ”Foi apenas um pequeno teste, faremos algo em larga escala brevemente".
 


Pokémon Go em todo o mundo

Desde passada sexta-feira, o jogo que foi criado em parceria pela Nintendo e pela Niantic chegou, em simultâneo a mais de 26 países, entre os quais Portugal. Antes disso, australianos e norte-americanos já de divertiam a “apanhá-los todos”. 

Nos Estados Unidos da América, um em cada 20 "smartphones" já tem o jogo instalado, e em Portugal, já existem dezenas de milhares de portugueses que descarregaram a aplicação.


Veja também: