Novas Obrigações do Tesouro: já abriu o período de subscrição

O IGCP emitiu novas Obrigações do Tesouro de Rendimento Variável (OTRV). Saiba como investir.

Novas Obrigações do Tesouro: já abriu o período de subscrição
A taxa é de 2%.

O período de subscrição das novas Obrigações do Tesouro já se encontra a decorrer e está aberto até ao próximo dia 25 de novembro. Para esta nova emissão, destinada a investidores do retalho, o Estado está a oferecer uma taxa de juro bruta de 2%. Será que compensa?

Alguns analistas consideram que a taxa oferecida é atrativa face à maior parte da oferta do mercado. Contudo, alertam para os custos que lhe estão associados que podem reduzir substancialmente o retorno final.

O valor mínimo de investimento é de 1.000 euros, correspondentes a uma OTRV. O montante máximo que pode ser investido é de um milhão de euros, o que equivale a 1.000 OTRV. Com esta operação, o Tesouro pretende amealhar 500 milhões de euros, embora esse valor possa aumentar até ao próximo dia 18 de Novembro.

O horizonte temporal para o retorno da compra das novas Obrigações do Tesouro tem um máximo de cinco anos (30 de novembro de 2021), sendo o pagamento de juros efetuado numa base semestral (30 de maio e 30 de novembro de cada ano até 2021) de acordo com a taxa Euribor a seis meses, a que é acrescido um prémio de 2%.


Veja também: