O que aumenta em 2012?

Quase tudo um pouco será afectado pelos habituais aumentos de preços no inicio do novo ano. Desde os transportes ao pão, o cenário não é muito animador. Se 2011 não foi um bom ano para o nosso país, então em 2012 a situação poderá agravar-se.

O que aumenta em 2012?

Se olharmos um pouco atrás no tempo, percebemos que 2011 foi marcado por acontecimentos menos positivos a nivel económico e financeiro.

Foi este ano que tivemos que recorrer à ajuda externa, que perdemos uma parte do subsidio de Natal, que os funcionários públicos assistiram a cortes no seu salário, que aumentaram os impostos, que foi cortado o crédito às familias e empresas, entre outras medidas.

Foi também um ano marcado pelas manifestações e pelas greves. As pessoas movimentaram-se, uniram-se para manifestar o seu desagrado e exigir melhores condições.

Mas afinal, o que nos traz 2012? Que aumentos vêm aí?

Na saúde serão as taxas moderadoras que vão aumentar; haverão menos deduções; a taxa do IVA irá subir nos alimentos, restauração, lazer; a electricidade vai aumentar em 4% para a maioria das famílias, entre outros.

Não vai ser possivel aumentar o salário minimo, vão ser cortadas as regalias no sector privado, e no público os salários estão congelados.

Prevê-se um aumento do desemprego, menos dias de férias, menos feriados, mais horas de trabalho e alterações nas regras de atribuição do subsídio de desemprego.

2012 vai ser um ano de muito trabalho mas segundo dizia o primeiro ministro na sua mensagem de Natal ao país, "o esforço vai valer a pena". Assim esperamos nós.