Pagar com dinheiro? Só até 3 mil euros

A partir de janeiro de 2017 deixará de haver pagamentos em dinheiro acima dos 3 mil euros. Um medida aprsentada pelo Executivo de António Costa.

Pagar com dinheiro? Só até 3 mil euros
Governo de Costa altera não quer pagamentos em dinheiro acima dos 3 mil euros
  • A medida entra em vigor em janeiro de 2017.

Se é daquelas pessoas que adora pagar coisas em dinheiro e dispensa as transações via cheque ou transferência bancária, saiba que António Costa acaba de avançar com um projeto de Lei onde pretende proibir qualquer transação em dinheiro vivo sempre que o montante seja superior a 3 mil euros.

Esta proposta que ainda será discutida na Assembleia da República, surge “integrada num pacote vasto de medidas que vêm reagir ao escândalo dos Panamá Papers”. Caso a proposta avance, a verdade é que tanto singulares como empresas “que façam da venda de bens ou prestação de serviços, ficam abrangidos por esta proibição”.
 

Multas

Quem não respeitar esta medida, poderá mesmo sofrer graves represálias. As multas para quem pagar montantes acima dos 3 mil euros em dinheiro podem chegar aos 25 por cento do montante envolvido. Se por sinal ainda houver fuga ao fisco, a multa cresce mais 5 por cento.

Em notícia pode ler-se que “a partir de 1 de Janeiro de 2017 fica proibido o pagamento em numerário nas transações de qualquer natureza que envolvam montantes iguais ou superiores a três mil euros ou de 1.500 euros sempre que o pagamento seja realizado por pessoas singulares não residentes em território português e desde que não atuem na qualidade de empresários ou comerciantes".
Esqueça os Depósitos a Prazo, invista onde há retorno >>
Veja também: