Gostava de passear no subsolo londrino?

Em julho, será possível conhecer os túneis que eram usados pelos serviços postais ingleses: o subsolo londrino vai revelar os seus segredos.

Gostava de passear no subsolo londrino?
Agora é possível explorar os túneis secretos de Londres

Se gostava de passear no subsolo londrino, saiba que isso será possível em julho. Trata-se de um mundo secreto de túneis usados pelos transportes de correios há centenas de anos: o Museu dos Correios abre a 28 de julho.

postalmuseum

Conheça os trilhos secretos do correio real britânico

Os trilhos dos correios, que os representantes do museu afirmam ser o primeiro sistema de transporte elétrico de carris usados sem condutor, surgiu há cerca de cem anos. Era uma alternativa ao transporte de correio, uma vez que o movimento da cidade e o nevoeiro provocavam muitos atrasos.

Na abertura do museu a 28 de julho deste ano, os visitantes terão a oportunidade de percorrer estes túneis abandonados pela primeira vez na história. Estes trajetos sempre estiveram escondidos dos olhares do público: são cerca de 10km de túneis estreitos a mais de 20 metros de profundidade.

A visita parecerá uma viagem no tempo, já que poderá viajar cerca de 15 minutos em comboios que replicam os originais, fazendo o percurso usado para esconder os tesouros da Tate Gallery e da National Portrait Gallery durante a Primeira Guerra Mundial.

subsololondres

A viagem será acompanhada por um espetáculo audiovisual que mostrará a história dos correios e a forma como o serviço era distribuído pelos túneis. Além da visita ao subsolo londrino, o museu dos correios terá também um conjunto de atrações que ilustram a fascinante história das comunicações na Grã-Bretanha.

Os visitantes poderão ver o primeiro postal de Natal datado de 1843, ou um dos primeiros selos com a imagem da rainha Isabel II. Os mais novos não foram esquecidos, e haverá uma área dedicada especialmente às crianças, que poderão distribuir correio usando mini-troleys ao longo de ruas em miniatura.

Uma visita a não perder, a partir de 28 de julho, em Londres.

Veja também: