Planos de reforma do Estado são os que rendem menos

NA altura de investir num Plano de Poupança Reforma, faça uma análise cuidado ao mercado e perceba exactamente qual o PPR que lhe pode trazer uma rendibilidade maior.

Planos de reforma do Estado são os que rendem menos
Analise o mercado antes de investir num PPR
  • Os planos de poupança do Estado já foram mais rentáveis

Se está a pensar investir num Plano de Poupança Reforma, mais conhecido por PPR, analise muito bem o mercado antes de dar o passo para o investimento. Segundo notícia avançada pelo Jornal de Negócios, os Certificados de Reforma do Estado oferecem uma percentagem de rendibilidade um pouco inferior à dos fundos de poupança referentes à reforma de privados. A média de rendibilidade a 12 meses é de 7,12% no primeiro semestre do ano, sendo que comparativamente os fundos do Estado apresentam um valor inferior, ficando numa média de 5,62%.

A 13 de Julho e segundo os dados do Instituto de Fundos de Capitalização da Segurança Social, a rendibilidade do PPR do Estado atingia os 5,69%. No mês anterior, esta percentagem situava-se nos 5,72%.

Se formos analisar os fundos privados, o Plano Poupança Reforma do Espírito Santo aparece como o fundo com uma redibilidade mais alta, se considerarmos os últimos 12 meses. A percentagem é de 19,16%. Seguidamente a este fundo, vem o PPR Platinium do PP5 estrelas.

É importante ressalvar que a aposta dos portugueses nos Planos Poupança Reforma tem sido crescente nos últimos anos. Tal deve-se essencialmente à instabilidade financeria que a crise trouxe.


Veja também: