PLANO DE SAÚDE MEDICARE - 6 mensalidades sem compromisso

Pneumonia ainda mata 16 portugueses todos os dias

A maioria das pessoas desconhece o verdadeiro risco, porém, a pneunomia é mais mortal do que os acidentes rodoviários.

Pneumonia ainda mata 16 portugueses todos os dias
Poucas pessoas tomam a vacina

Os números são assustadores mas mais aterradora é a ignorância relativamente à doença. Um estudo recente, realizado pela Ipsos Mori, revelou que a pneumonia mata 16 pessoas, diariamente, em Portugal. Porém, mais de 60% não tem noção do real risco da doença nem toma quaisquer medidas para a prevenir.

O estudo foi realizado entre novembro de 2015 e fevereiro de 2016, a 9029 pessoas, com idade igual ou superior 50 anos, de nove países da Europa, dos quais 1001 eram portugueses. Em Portugal, 96% afirmam conhecer a doença, 81% entendem que se trata de uma infeção pulmonar e 60% acham que algumas formas de pneumonia podem ser contagiosas.

Apesar do conhecimento da pneumonia ser forte no nosso país, a perceção quanto à gravidade da doença mostra algumas falhas, nomeadamente quanto ao risco de a contrair e as consequências que pode ter para a saúde. Em Portugal, 95% das pessoas considera a pneumonia uma condição grave, porém, apenas 23% estão preocupadas com a possibilidade de a contrair. 
 

É possível prevenir a pneumonia?

Metade das pessoas acredita que pode ser prevenida, a outra metade julga que só pode ser tratada. Como prevenção, os inquiridos referem:
  • fazer exercício e uma alimentação saudável (94%)
  • não fumar (92%)
  • evitar períodos longos em salas com ar condicionado (83%)
  • usar roupas quentes (79%)
  • evitar contacto com crianças doentes (78%) 
  • ser vacinado (73%).

Curiosamente, 40% dos inquiridos têm conhecimento da existência da vacina, porém, apenas 14% das pessoas com risco elevado de contrair a doença foram vacinadas e 6% pertencem ao grupo de risco mais baixo. Das pessoas que optaram pela vacina, 84% só o fez por aconselhamento médico.
 

Morre-se mais de pneumonia do que na estrada

Mais de uma em cada sete pessoas considera a pneumonia uma "constipação de tipo grave" ou "semelhante à gripe”, porém, apenas 36% das pessoas acredita que "até 20% dos adultos que contraem a doença irão morrer disso”.

Quanto aos portugueses, 61% acreditam que as doenças cardíacas são mais mortais do que a pneumonia, e 21% considera que os acidentes rodoviários são os responsáveis pelo maior número de mortes em Portugal.

Na verdade, de acordo com o estudo, a pneumonia é responsável por sete vezes mais mortes do que os acidentes rodoviários. No nosso país, a pneumonia matou, em 2013, 5935 portugueses, os acidentes rodoviários 733 e a gripe 44 pessoas.

Veja também: