Porque deve preferir vinho tinto a vinho branco? Há uma nova razão

Um estudo recente diz que o vinho tinto pode estar associado a um menor risco de desenvolvimento de cancro da pele.

Porque deve preferir vinho tinto a vinho branco? Há uma nova razão
Nem só o prato pode ser decisivo na escolha do vinho

Para os apreciadores, a escolha do tipo de vinho pode depender de vários fatores. Se por exemplo vai beber um copo de vinho apenas para relaxar, a escolha pode dever-se apenas à preferência pessoal, mas se o vinho vai acompanhar uma refeição tudo se resume ao prato que vai comer. Mas segundo um novo estudo publicado recentemente, talvez queira começar a dar preferência ao vinho tinto.

E é aqui que entram as más notícias para os apreciadores de vinho branco. É que segundo um novo estudo, o consumo de vinho branco pode estar associado ao risco de contrair melanoma, um dos tipos de cancro de pele mais perigosos.

Porque deve escolher vinho tinto?

Vários estudos defendem que beber vinho, desde que seja de forma moderada, pode ser benéfico para a saúde. Até aqui nada de novo.

Também não é novidade que o consumo de bebidas alcoólicas está relacionado ao desenvolvimento de vários tipos de cancro. Novidade é que um novo estudo, desenvolvido pela American Association for Cancer Research, associou o consumo de álcool ao risco de contrair melanoma, o tipo de cancro da pele mais mortal. Mais ainda. O mesmo estudo refere que é o vinho branco que tem um maior risco de desenvolver este tipo de cancro, mais do que o que se verifica no caso do vinho tinto, por exemplo.

Diz o estudo que o consumo diário de vinho branco aumenta em 13% o risco de desenvolver melanoma. Surpreendentemente, este risco não se verifica no vinho tinto. De facto, os autores analisaram isoladamente várias bebidas alcoólicas, nomeadamente cerveja, vinho branco, vinho tinto e outras bebidas e apenas o vinho branco apresentava este risco.

O estudo envolveu a análise de inquéritos de mais de 210 mil profissionais de saúde (sendo 2/3 enfermeiros, seguidos por um período de 18 anos. Destes 210 participantes, ¾ eram mulheres. O estudo concluiu que os participantes que bebiam bebidas alcoólicas tinham mais probabilidades de vir a desenvolver alguma forma de cancro, sendo que no caso dos que bebiam vinho branco se verificava que estes tinham mais 50% de hipóteses de vir a desenvolver melanoma.

Os dados apontam ainda que o melanoma era encontrado em zonas do corpo que não estariam expostas ao sol, o que comprova que o risco relativo de desenvolvimento de melanoma de quem consome este vinho (o branco) não se deve aos riscos da exposição solar.

A pergunta que se impõe é: como é que o vinho branco pode causar melanoma? Eunyoung Cho, uma das autoras do estudo, explica esta ligação. Diz a investigadora que “o álcool possui um composto cancerígeno chamado acetaldeído, que pode danificar o ADN, e evitar sua reparação em todo o corpo”.

Segundo os autores do estudo, este efeito pode dever-se ao acetaldeído, um composto cancerígeno que está presente no vinho, que danifica o ADN e o impede de se regenerar. No entanto, o estudo é inconclusivo, na medida em que ambos os vinhos (branco e tinto) contêm este elemento, não estando por isso claro porque razão tem o vinho branco um risco acrescido no desenvolvimento de melanoma.

Além disso, o estudo apenas foi aplicado em pessoas de pele branca e não tem em conta o tempo de exposição solar de cada um dos participantes.

Razões para preferir vinho tinto

Ainda que o estudo não seja claro, há outros que enumeram as claras vantagens de preferir vinho tinto. Entre os benefícios do vinho tinto, contam-se por exemplo:

  • É rico em antioxidantes
  • Tem menos açúcar que o vinho branco
  • Contem mais minerais (nomeadamente ferro, potássio ou fósforo) do que o vinho branco
  • Contem resveratrol que podem contribuir para a prevenção de doenças cardiovasculares

Veja também: