AUMENTe AS sUAS PROBABILIDADES DE ARRANJAR EMPREGO!

Portugal está longe de ser um país de engenheiros e doutores

Ao contrário do que as pessoas pensam, Portugal não é um país de engenheiros e doutores. Ainda há um baixo grau de escolaridade no país, o que faz com que um estudo revelado hoje apresente os dados presentes neste artigo.

Portugal está longe de ser um país de engenheiros e doutores
A educação em Portugal não está de boa saúde
  • Apenas 40% dos portugueses entre os 25 e os 64 anos completaram o ensino secundário

Quem acha que Portugal é um país de doutores e engenheiros, desengane-se. A verdade é que ainda estamos um pouco longe de atingir esse objectivo. 
Segundo um estudo publicado hoje pelo jornal Público, Portugal revela resultados muito fracos no que diz respeito ao nível de educação, se comparado com os restantes países da União Europeia.


Retrato de Portugal na Europa

O estudo intitulado “Retrato de Portugal na Europa” prova que afinal o país ainda está muito longe de ser um país de engenheiros e doutores como por vezes é referido.

Apesar de todo o investimento na educação e de termos grandes exemplos de bons alunos e de pessoas que emigram e são reconhecidas a nível mundial, o estudo revela que a educação em Portugal não está de boa saúde e precisa de ver o seu sistema de ensino repensado. Nestes dados são comparados os indicadores portugueses com os dos 28 países membros da União Europeia, o que permite concluir que Portugal é o terceiro país com níveis de abandono escolar mais elevados e que só 40% dos portugueses que estejam entre os 25 e os 64 anos é que têm o ensino secundário completo.

Os dados vão ainda mais longe e indicam que 70,6% das pessoas que trabalham por conta própria não têm o ensino secundário completo. Portugal surge ainda como o país que regista mais chumbos na escola.


Veja também: