Perdão fiscal: 100 mil portugueses aderiram

O Ministério das Finanças revelou que quase 100 mil portugueses aderiram ao perdão fiscal lançado pelo Governo.

Perdão fiscal: 100 mil portugueses aderiram
Números impressionam

Mário Centeno revelou inicialmente que a adesão dos portugueses ao Plano Especial de Redução do Endividamento ao Estado (PERES) tinha sido “muito significativa”. A confirmação, contudo, surgiu por parte do Ministério das Finanças que, ao revelar os números oficiais da adesão ao perdão fiscal, acabou por corroborar as palavras do ministro.

"Entre 4 de novembro e 23 de dezembro, prazo de adesão ao Plano Especial de Redução do Endividamento ao Estado (PERES), registou-se a adesão de cerca de 93 mil contribuintes", revelou o Ministério das Finanças num comunicado sobre o perdão fiscal.

"O total de dívida fiscal que ficou submetido a este regime é de 1,144 mil milhões de euros, correspondendo a cerca de 573 mil processos por dívidas fiscais, com a dívida média por processo a fixar-se nos 1.997 euros e a dívida média por contribuinte nos 12.323 euros", especificou o ministério antes de revelar que os pagamentos feitos ainda este ano ascenderam aos 511 milhões de euros.

De referir ainda que mais de metade dos contribuintes (60%) preferiram aderir à modalidade de pagamento por prestações, sendo que, em alguns casos, o número de parcelas poderá chegar às 150 num prazo máximo de 11 anos, a duração total deste perdão fiscal.

Veja também: