Portugueses pedem crédito para lazer

Apesar da crise, e do uso do cartão de crédito e até mesmo novas adesões terem diminuído, o certo é que há quem utilize este recurso para pagar férias e outros momentos de lazer. Este é o resultado de um estudo solicitado pela Mastercard.

Portugueses pedem crédito para lazer

O estudo solicitado pela Mastercard - "Comportamento Financeiro dos Particulares em Portugal 2011" - veio mostrar que durante o ano de 2011 se registou uma diminuição nas novas adesões a cartões de crédito e para os já utilizadores também se verificou um menor uso deste meio de pagamento.

O estudo da Marktest mostrou que a maioria dos portugueses - 86.8% tem cartão de débito e quase todos - 95.6% utiliza-o com frequência. Relativamente ao cartão de crédito, apesar de se notar um acentuado decréscimo em relação a anos anteriores, 59.6% utiliza com frequência esse cartão, sendo que Lisboa e Porto são as cidades que se destacam neste meio de pagamento.

Devido aos tempos dificeis que o país atravessa, nota-se um comportamento mais responsável por parte dos consumidores que começam a fazer as suas compras com o cartão de débito em vez de comprar a crédito.

Apesar destes números serem animadores, somos mais conscientes por um lado, mas por outro, fazemos compras a crédito para momentos de lazer. Aliás, verificou-se um aumento do uso do cartão de crédito para lazer, se compararmos o período entre Março e Junho de 2011 com o mesmo período do ano de 2010, em mais 3.6%.

Mesmo com a contracção económica, com a mudança de hábitos de consumo para outros mais racionais, a verdade é que as viagens, lazer e férias não saem muito lesadas, porque há sempre um cartão de crédito por perto para patrocinar estes pequenos mimos que ajudam os portugueses a enfrentar o clima de austeridade.