Poupança de mil milhões de euros em produtos CTT

Para fugir aos produtos de maior risco dos bancos, muitos são os portugueses que aderem aos produtos financeiros dos CTT

Poupança de mil milhões de euros em produtos CTT

Até Setembro, os portugueses aplicaram 755,3 milhões de euros em produtos financeiros dos CTT, o que representa mais 217 milhões que no mesmo período de 2009.

 

Este aumento da procura por produtos de poupança por parte das famílias portuguesas leva os CTT a crer que até ao fim do ano deverá haver uma poupança global de cerca de mil milhões de euros, o que representa um aumento de 30% em relação ao ano anterior.

 

Segundo os CTT, "cerca de 700 mil portugueses são titulares de produtos financeiros vendidos nos CTT, entre Títulos da Dívida Pública, Certificados do Tesouro e Certificados de Aforro; Seguros de Capitalização e PPR (Planos Poupança Reforma)."

 

De acordo com os Correios, esta procura existe pois muitos clientes pretendem alternativas aos produtos de maior risco dos bancos, além disso, a sua oferta implica "prazos de investimento e aplicações seguras, taxas de rendibilidade muito atractivas, que comparam favoravelmente com a demais oferta disponível no mercado financeiro e bancário".

 

No dia 2 de Novembro, dia em que se assinalou o Dia Mundial da Poupança, os CTT venderam 11,1 milhões de euros em novos títulos.

Note-se que este valor foi atingido em 15 minutos, o que revela uma tendência para o aumento do investimento.

 

Os produtos financeiros dos Correios são direccionados para diferentes necessidades dos clientes que pretendem pôr a render as suas poupanças. Esses clientes por norma, são clientes de rendimento médio e que têm capacidade para poupar.